Tratar Picking em São Paulo

Pergunta:

Sou uma mulher de 29 anos e estou preocupada com algumas coisas que só nos últimos meses me dei conta. Sempre fui uma pessoa criativa, porém com dificuldades de concluir a maioria das atividades por não achar que ficariam perfeitas, então conclui que sou organizada demais quando me concentro em algo.

Nos últimos meses percebo que tenho andado irritada, com umas manias estranhas (comer cutículas dos dedos em volta das unhas por exemplo, cutucar pequenos machucados para que não cicatrizem, me considerar uma pessoa forte e resistente para dor e não ter medo de me cortar se achar que é para o meu bem - exemplo: um pelo encravado que está profundo... E por aí vai).

Consegui me livrar de outras manias que eu tinha como: fazer barulho com a garganta, lavar a pia do banheiro para que não ficasse nenhuma marca branca de pingo de pasta de dente, parar de lavar as mãos várias vezes, morder os lábios, escrever textos exatamente com as mesmas letras sempre detestando encontrar textos com fontes de letras de tipos e tamanhos diferentes.

Mas não consigo me livrar de outras manias que me incomodam muito: padrões das coisas.

Chego a passar mal em alguns ambientes, se as portas não são todas iguais (cores e trincos diferentes), livros empilhados em ordem errada (maior em cima do menor), mesa com canetas fora do local certo e principalmente números ímpares em algumas situações - exemplo: não consigo ver na TV o volume em número ímpar - volume 9, me dá um treco, uma ansiedade, uma irritação que... Enquanto eu não mudar para o número 10 ou o número 8 não fico em paz.

Resposta:

Aparentemente você já sofreu de Síndrome de Tourette, tem um perfeccionismo ou obsessividade que te impede de concluir tarefas, pois nunca estão boas o suficiente e acabou desenvolvendo um TOC (Transtorno Obsessivo Compulsivo) mais Picking ou Dermatilomania.

Porque não tratar?

 

Pergunta:

Dr. Rubens Pitliuk, bom dia! Meu nome é lrene e tenho uma filha com 14 anos que tem essa doença Picking. Ela já teve Anorexia Nervosa aos 12 anos...

Que faço? Isso se apresentou desde pequena, mas agora está mais evidente. Ela está tomando Zoloft 50 mg, tem muita ansiedade, mas como e adolescente tudo e mais difícil.

Moro aqui nos USA há 18 anos. Gostaria de uma “luz” sua: há cura? Obrigado por sua atenção.

Resposta:

Bom dia, lrene. Picking costuma dar para tratar sim, mas geralmente com Neurolépticos e não com Antidepressivos. Mas pelo jeito ela tem mais problemas do que um Picking isolado. Então provavelmente o tratamento seria Neurolépticos mais psicoterapia. Eventualmente até um antidepressivo também, mas não isolado.

 

Pergunta:

Olá, antes de mais descobri o vosso site e ele tem-me ajudado muito, principalmente com os depoimentos sobre Tricotilomania que eu sofro.

Tenho 39 anos e tomo calmantes e antidepressivos. O meu primeiro Psiquiatra diagnosticou-me neurose compulsiva. Tinha ataques de pânico, comecei a ter pavor de ficar sozinha em casa, a andar de transportes, além de ter mais tarde surgido outras obsessões com vozes e religião.

Bem isto tudo foi passando com Anafranil e um ansiolítico que era o Valium 10. Nestes anos todos por minha iniciativa parei de tomar durante 3 meses, mas a recaída foi tão forte que no próprio dia eu tive de correr para o Psiquiatra, estava tendo a sensação enorme que estava fora da realidade e com uma ansiedade que endoidecia.

Desta vez comecei a tomar Alprazolam 0,5 mg e continuo com o Anafranil 10 mg, duas vezes por dia. Bem eu que já tinha comportamentos obsessivos como espremer os pontos negros em todo o corpo tendo todos os anos de ir para a praia cheia de vergonha, sem dar conta comecei a arrancar cabelos da cabeça há + ou - 4 anos e não consigo parar.

A Depressão é constante e apesar de ter um marido muito amigo é muito difícil lidar com isto. Bem o meu grande sonho é ter um filho e penso que não posso esperar mais.

Já pesquisei tanto sobre a toma de antidepressivos e calmantes na gravidez, principalmente nos primeiros 3 meses e fiquei com a ideia que os benefícios superam os riscos mas tenho medo, principalmente que a Psiquiatra me diga que não posso engravidar tomando estes medicamentos ou então tenha que reduzir e eu acho que não vou conseguir. Basta passar a hora da toma 1 ou 2 horas e fico numa ansiedade enorme. Por favor me dê a sua opinião por favor. Obrigada.

 Resposta:

Aparentemente você tem comorbidade de Tricotilomania e Picking. Certamente não será um tratamento simples, mas é possível.

Existem tratamentos que você pode fazer durante a gravidez, mas infelizmente não posso recomendar medicamentos específicos. Mas tenho certeza que se teu médico pesquisar, ele vai saber quais os medicamentos seguros. Desculpe.