Tratamento de Pânico com Cardiologista e outros especialistas

Tratar Pânico com outros especialistas

Pergunta:

Fui diagnosticada pelo clínico geral com Síndrome do Pânico 4 anos atrás e venho tomando a mesma medicação: Fluoxetina 2 x ao dia e Buspirona 3 x ao dia, fora Captopril 25 mg, 4 x ao dia.

Estou cansada e se deixar durmo o dia inteiro, não tenho disposição para nada, é o tipo da coisa tanto faz, minha família me critica (a mãe é isso ou aquilo).

Tenho muito medo, principalmente pensamentos de morte, suo frio quase o tempo todo, ir ao médico é tortura chego lá e minha pressão está 16/9 ou até mais.

Por favor, se puderem me dar um retorno eu fico eternamente grata: o que faço, por favor, me dê uma luz no fim do meu túnel.

As pessoas me veem e não sabem pelo que eu passo comigo mesma, acham que é frescura.

Resposta:

Quer ouvir mais uma crítica? Como você se trata com a mesma medicação por 4 anos sem melhorar completamente?

Você não acha que estava mais do que na hora de procurar um especialista (Psiquiatra)?

Quanto ao cansaço durante o dia, ele pode vir de todos esses medicamentos, inclusive o Captopril.

 

Pergunta:

Fui diagnosticado com Ataques de Pânico. Meu Cardiologista (que diagnosticou) passou 50 mg/dia de Sertralina e 5 gotas de Rivotril. Aquela ansiedade extrema passou, e as crises não voltaram mais, mas ainda sinto algumas coisas estranhas, mas tento ignorar.

Desenvolvi um medo irracional de doenças, sinto muito medo de morrer por motivo de saúde. Existe a necessidade do meu médico aumentar a dosagem do meu medicamento?

Ou é mais recomendado procurar um Psiquiatra/Psicólogo? Obrigado!

Resposta:

Eu procuraria um Psiquiatra.

 

Pergunta:

Tenho Síndrome do Pânico há 6 anos. Tenho 33 anos e nunca fiz tratamento, mas agora me obriguei, pois me deu uma crise muito forte, minha pressão foi a 18 por 10. Agora estou tomando Clonazepam gotas e Fluoxetina, mas minha pressão não normaliza. Às vezes fica 12 por 8 e de repente fica 15 por 9. O que eu faço?

Resposta:

Consulte um Cardiologista. Nem sempre pressão alta está ligada ao Pânico. Pode ter a ver com genética e peso também.