Posso ter Síndrome do Pânico por abstinência do Rivotril ou do Tramal?

Síndrome do Pânico por abstinência de remédios???

Pergunta:

Boa noite queridos. Por favor, preciso de ajuda. Tomei Tramal por dois anos, devido uma dor crônica no braço direito, acabei ficando dependente, e sofro da síndrome de abstinência, há um ano descobri isso, quando eu pensava que estava enlouquecendo, com transtornos mentais graves, raiva e dor no corpo.

Pois bem, desde então venho diminuindo a dose lentamente para não pirar, e há dois meses parei de tomar definitivamente, o Tramal e Escitalopram, que me ajudava na retirada do mesmo. Mas confesso que sinto muito medo, que por vários dias ainda tenho picos de insanidade, de pânico... Não sei mais o que fazer. Será que é normal? Vai passar? Vou ser normal novamente? Desde já agradeço se puderem me ajudar, vi que por várias vezes vocês responderam ás dúvidas dizendo que, em sete ou oito dias a síndrome desapareceria...

Resposta:

Se você tem esses sintomas dois meses depois de parar o Tramal e o Escitalopram (Lexapro, Reconter), provavelmente os sintomas não têm nada a ver com a parada dos remédios.

É possível que o efeito meio euforizante do abuso de Tramal tenha mascarado uma ansiedade?

É possível que o Escitalopram tenha tratado essa ansiedade?

Nesse caso, possivelmente existe uma ansiedade a ser tratada, sem relação com a parada do Tramal e do Escitalopram.

 

Pergunta:

Olá sofro de Síndrome do Pânico há um tempo porque era uma coisa que vinha esporadicamente, mas agora não tenho mais vida. Descobri também que estou com deficiência de Vitamina B 12 isso pode causar a Síndrome do Pânico não sei se a minha Síndrome do Pânico é por esse motivo, mas só penso o pior penso que vou morrer que estou doente e tenho sentido muitas dores.

Estou perdendo a vontade de tudo e desacreditando de uma possível cura. Preciso de ajuda.

Resposta:

Deficiência de Vitamina B 12 não causa Pânico. Trate com um Psiquiatra.

 

Pergunta:

Oi, tenho Depressão e Síndrome do Pânico há 8 anos. Já tomei diversos Antidepressivos não tendo melhoras e sofrendo com muitos efeitos colaterais.

Fiz um Eletroencefalograma que deu uma disfunção no Córtex Pré-frontal Direito, desde então tenho tomado Clonazepam (Rivotril) e Lamotrigina 50 mg, mas ainda tenho crises.

Quero saber se ainda há chance de cura ou sempre vou viver assim tomando diferentes medicamentos sofrendo uma série de efeitos colaterais sem resultados eficazes.

Resposta:

As pessoas escrevem que tomaram “diversos antidepressivos”, mas não falam quais nem em que doses. No consultório, quando peço para fazerem uma lista, em geral vejo que tomaram Antidepressivos que não são bons para Transtorno do Pânico ou que são bons, mas tomaram em doses baixas demais.

Alterações de Eletroencefalograma dificilmente têm algo a ver com o Pânico, aliás, que tipo de Disfunção de Córtex Pré-frontal você tem?

Pergunta:

Quem tem Síndrome do Pânico pode ter Hipocondria junto? Os sintomas são parecidos?

Resposta:

Hipocondria significa preocupação exagerada com a saúde, o corpo, os órgãos. Quem tem Pânico costuma ter essas preocupações, portanto na maioria dos casos a Hipocondria é um dos sintomas do Transtorno do Pânico.

Mas também existe uma Hipocondria sem Ataques de Pânico, que faz parte dos Transtornos de Personalidade ou dos Transtornos Obsessivos.

 

Pergunta:

Tenho 21 anos, gostaria de tirar uma dúvida. Tenho muito medo de passar a noite sozinha numa casa, quando estou sozinha acordo no meio da noite me tremendo toda, suando frio, e tenho a sensação de que há alguém do lado de fora de casa, a partir daí não consigo mais dormir, fico apavorada e só volto a dormir quando o dia amanhece.

Minhas crises começaram logo após a morte de meu pai, isso aconteceu quando tinha 8 anos, e sempre acontecia mesmo com minha mãe em casa, às vezes acordava no meio da noite gritando de medo como se alguém estivesse ali pronto para entrar em casa.

Ainda sinto isso apenas parei de gritar, gostaria de saber se eu tenho a Síndrome do Pânico? Devo procurar ajuda médica? Nunca fui ao Psicólogo ou outro médico.

Resposta:

Seria mais correto dizer que você sofre de Ataques de Pânico em situação específica. Mas o tratamento é o mesmo, com resultados muito rápidos. Procure um Psiquiatra.

 

Pergunta:

Tenho 26 anos. Tive um Ataque de Pânico, não sentia as extremidades do meu corpo, meus batimentos cardíacos foram até 134, meu corpo tremia compulsivamente. Logo que sofri o Ataque procurei um Psiquiatra.

Ele me receitou um remédio manipulado Citalopram 30 mg e Alprazolam 0,25 mg. Incialmente este é um bom tratamento? Quero saber também se o ataque que sofri pode ter sido desencadeado por algum trauma.

No momento em que ocorreu eu estava fumando cigarro de menta. Isto pode ter sido um fator desencadeante?

Resposta:

Sim, Alprazolam (Apraz, Frontal) e Citalopram (Procimax, Cipramil) são boas opções. Provavelmente o cigarro de menta não é culpado.

 

Pergunta:

Boa noite, eu estou com Síndrome do Pânico há 3 meses causada por um medicamento chamado Tramal. Estou me tratando com uma Psiquiatra muito boa mais já troquei de remédio 3 vezes: Lexapro, Sertralina e Verotina.

Tenho muitos enjôos, o que devo fazer?

Obrigada e boa noite

Resposta:

É improvável que o Tramal tenha provocado o Pânico. Se você tomou Tramal é porque teve uma dor extremamente forte. Não é esse o problema que causou o Pânico? Leia a Página de Stress pós Traumático.

 

Pergunta:

Amigos, tenho 36 anos, era esportista, nunca bebi, nunca usei drogas e estou tendo Síndrome do Pânico por causa de abstinência do remédio Clonazepam.

Tem 3 meses fui ao cardiologista, fiz todos os exames não deu nada, só que minha pressão arterial está chegando 17x9, me passou Conversyl 4 mg só que tomo há 3 dias e está piorando!

Já fui a vários médicos ninguém resolveu nada!

Dr., você pode me ajudar? Grato. 

Resposta:

Bom dia. Você não tem Síndrome do Pânico pela abstinência do Clonazepam (Rivotril).

Primeiro que não existe abstinência de 3 meses. Segundo que você provavelmente começou a tomar o Rivotril por causa de um estado de ansiedade.

Então, provavelmente o que está acontecendo é que sem o Clonazepam tua ansiedade está piorando rapidamente a ponto de provocar o aparecimento de ataques de Pânico.

Você sendo jovem, esportista e de vida saudável, sugiro procurar um psiquiatra e não um cardiologista.