Coloquei na cabeça que tenho problema cardíaco e vou morrer.

Síndrome do Pânico e Propalso de Válvula Mitral

Pergunta:

Sofro de Transtorno do Pânico e fiz Ecocardiograma. Não deu Prolapso de Válvula Mitral, mas no Eletrocardiograma deu desvio do eixo elétrico pode acontecer?

Síndrome do Pânico provoca taquicardia e é comum coexistir com Prolapso de Válvula Mitral, mas não com desvio do eixo elétrico. Você será melhor orientada por um Cardiologista.

 

Pergunta:

Dr. Rubens Pitliuk, eu estava lendo sobre a Síndrome e/ou Transtorno de Pânico. Vi um trecho sobre Prolapso de Válvula Mitral. Eu tenho esse Prolapso, fiz Ecocardiograma e está tudo sob controle.

Só que não entendi o que isso tem a ver com a Síndrome do Pânico. Eu estou tendo todos os sintomas da Síndrome, minha mãe teve essa Síndrome 20 anos atrás.

E antigamente nem se sabia o que era isso. Enfim, minha pergunta é: o que tem a ver o Prolapso na válvula com a Síndrome do Pânico?

Resposta no texto de Síndrome do Pânico.

 

Pergunta:

O pai da minha namorada parece-me que sofria de Pânico-(me parecia ser, de vez em quando corria para o médico pensando fosse morrer do coração), a mãe também é extremamente ansiosa... A moça tem algo no coração, acho que na Válvula Mitral.

Resposta:

Ela deve ter Prolapso de Válvula Mitral, comum em quem tem Síndrome do Pânico e não traz maiores problemas.

 

Pergunta:

Olá, tenho 24 anos. Estou numa fase parecida com muitos relatos aqui e ainda assim não consigo achar normal porque muitas pessoas tem o que eu tenho. A Síndrome do Pânico tem me feito muito mal e uma dúvida é a seguinte. Vejo todos falando em taquicardia e tudo mais, mas comigo tem um sintoma que gostaria de saber se é consequência disso. Sinto muito mais dores no peito do que taquicardia. É possível apertar e sentir o ponto exato da dor.

Toda a minha caixa torácica doe quando acordo. Isso todos os dias. Sem que eu pense em algum problema. É esta dor e a sensação de falta de ar ou algo me sufocando que mais me incomoda. Alguém poderia me dar alguma resposta do que pode ser? Preciso muito. Desde já agradeço imensamente.

 

Pergunta:

Oi meu nome é Fernando tenho 25 anos e desde dos meus 11 anos tenho Síndrome do Pânico, não consigo controlar meus pensamentos sinto meu coração disparar, me dá desespero.

Há dois anos eu estava sem sintomas, aí semana passada fui trabalhar em outro lugar que não é a cidade aonde eu moro. Tive um Ataque de Pânico e precisei ser internado por que meu desespero era tanto que não conseguia controlar meus pensamentos.

Me deram Diazepam na veia, dormi 2 dias.

Nunca tive uma crise como esta, não sei como agir e reagir aos pensamentos e aos desesperos as vezes acho que vou ter um infarto.

Não sinto vontade de comer e se durmo, por que estou tomando calmante, ele é tão forte que não consigo ficar nem de pé e sinto muita tontura.

A pergunta é por que tenho síndrome e por que vai e volta?

Agora estou à base de calmantes. Por que voltou tão forte que não consigo controlar?

 

Pergunta:

Boa noite Dr. Rubens Pitliuk gostaria de saber se Depressão ou Pânico, pode acarretar futuramente uma doença do coração por causa da taquicardia.

 

Pergunta:

Gostaria de saber se uma crise de Síndrome do Pânico pode fazer o coração entrar em arritmia, ou seja, bater fora do compasso por alguns segundos. Quero parabenizar pelo site e dizer que algumas dúvidas minhas foram respondidas.

 

Pergunta:

Passei momentos tenebrosos por causa de Síndrome de Pânico. Sentia tudo que li nos relatos desse site e muito mais durante seis anos me senti incapaz para tudo, não saía de casa por que só de pensar em sair meu coração já disparava.

Tinha dores de barriga, frio no estômago, pressão muito alta. Minha cunhada me deu um calmante e me levou ao médico. Minha maior preocupação era que eu achava que estava ficando louca por que não sabia dizer o que eu sentia, era muita coisa ao mesmo tempo.

Os medicamentos receitados foram cloridrato de Fluoxetina 20 mg e Frontal 0, 25 mg depois de vinte dias já comecei a sair de casa muito insegura mas aos pouco fui conseguindo muitas vezes com o Frontal nas mãos; qualquer coisa eu tomava um.

Minha vida foi voltando ao normal e hoje eu trabalho sou responsável por uma loja já há cinco anos mas quando paro de tomar os remédios por minha conta, depois de alguns dias começo a sentir tremedeiras e mais um monte de outras coisas tenho que voltar a tomar tudo outra vez inclusive o remédio de pressão aí volto ao normal queria saber se isso não tem cura tenho uma vida completamente normal mas não posso parar com os remédios isso é assim mesmo?

Há uns 3 meses descobri que estou com a Síndrome do Pânico, tenho vários sintomas, mas o que eu gostaria de saber se é normal sentir tais sintomas durante o dia o dia todo com pequenos intervalos de mais ou menos 30 minutos?

No primeiro momento sinto taquicardia muito intensa, endurece toda a parte do abdômen e pontadas no coração, depois vem o medo de ficar sozinho, medo de dormir e não mais acordar, além da sudorese.

 

Pergunta:

Tenho 40 anos sou separado, no mês de maio fui jogar um futebol como e de costume as terça-feira, quando estava no final da partida me começou a dar uma falta de ar insuportável, passei uma semana mal, meu coração batia disparadamente, procurei um médico cardiologista mas não acusou nada.

Tenho as vezes tontura suor frio, me parece que vou morrer por falta de ar, mas ainda essa crise amenizou um pouco, faço minha natação duas vezes por semana, mas às vezes sinto que tudo vai começar, o meu médico me receitou tomar Plasil, mas não vejo melhoras para voltar a ter minha vida normal.

Quando jogo futebol tenho tonturas e falta de ar no período de 45 minutos da partidas, peço sua orientação sobre meu caso, eu pesava 91 hoje estou com 85, gostaria de voltar a jogar meu futebol e fazer minha caminhada com meus colegas, me ajude.

Resposta:

Quem sofre do Transtorno do Pânico pode ter taquicardia, dores no peito, aperto no peito, isso não muda o tratamento em nada. Não custa nada fazer um exame cardiológico, mas estando tudo normal, esses sintomas passarão completamente, assim como todos os outros sintomas do Pânico.

O Transtorno do Pânico precisa ser tratado até a eliminação completa de todos os sintomas, caso contrário ele pode voltar e com o tempo provocar o aparecimento de uma Depressão.

O Pânico pode sim provocar arritmias, principalmente taquicardia e extra-sístoles, mas uma avaliação com um Cardiologista sempre deixa o paciente mais tranquilo.

 

Pergunta:

Tenho 50 anos, Fibromialgia desde os 25 anos, há cinco anos descobri que tenho diabetes e hipotireoidismo e trato direitinho, tomo Victoza, Metformina e Puran T4 o meu maior problema é o medo que tenho de morrer infartada.

Tenho todos os sintomas de uma pessoa que está infartando, sinto calafrios, sudoreses, sensação de morte iminente, vivo tendo a sensação que vou morrer, que estou prestes a ter um infarto.

Sinto dores no peito, pontadas do lado direito, o meu braço começar a amortecer, a minha língua parece estar dormente, sinto sudorese, sinto uma sensação de morte horrível e fico indo para os prontos socorros chego lá faço o eletrocardiograma e não tenho nada eles aplicam algum remédio pra dormir e me mandam pra casa.

Mas eu vivo fazendo exames, exame de esteira, exames de enzima cardíaca, coloquei na cabeça que tenho problema cardíaco e que vou morrer é horrível uma amiga minha que é enfermeira disse que eu preciso urgente de um psiquiatra e o cardiologista disse que eu desenvolvi Síndrome do Pânico por infarto, tenho medo de morrer de infarto porque meu pai morreu aos 60 anos, meu irmão morreu aos 53 anos.

Doutor eu preciso ir a u, psiquiatra, eu continuo a tomar o Exodus 10 mg de manhã e o Alprazolam 0,25 mg à noite, porque parei e sinto que estou piorando a cada dia que passa.

Doutor será que tenho Síndrome do Pânico ou será que tenho crises terríveis de ansiedade?

Resposta:

Síndrome do Pânico é apenas uma exacerbação muito forte da ansiedade que você tem.

Logicamente que você não teve infarto do miocárdio, depois de tanto tempo.

Mas com essa sua genética, a ansiedade pode acabar provocando um.

Pergunta: porque você continua tomando Exodus (Lexapro, Reconter, Escitalopram) e Alprazolam (Frontal, Apraz) tanto tempo se eles não estão funcionando?

Existem tantos tratamentos perfeitamente eficazes que não tem sentido você ficar tomando algo que não está ajudando.

Logicamente que uma psicoterapia também vai te ajudar muito!