Como retirar o Carbolitium, pois ele pode provocar problemas cardíacos no bebê?

Tratar Depressão na Gravidez em São Paulo

Pergunta:

Tive 29 anos, minha primeira crise de Transtorno Bipolar foi em 1996, a segunda 1998. Além do Transtorno Bipolar, tenho lúpus. Meu Reumatologista me liberou para tentar a que seria minha primeira gravidez. Ainda não estou grávida, mas eu e meu marido estamos tentando. Tomo Carbolitium desde 1998 e sou alérgica a Tegretol.

  •  Como deve-se fazer a retirada do Carbolitium uma vez que ele pode provocar problemas cardíacos no bebê? 
  • Quais seriam os riscos que tenho de vir a entrar em outra crise se a única opção fosse ficar sem nenhuma medicação?

Resposta:

Embora existam muitos casos de mães que tomaram Lítio na gravidez sem problemas para o bebê, na verdade o Carbolitium e o Tegretol são contraindicados.

Existem algumas opções, mas conforme está na página, só posso indicar tratamento pessoalmente, pois depende de muitos fatores como características das fases de Bipolaridade, da sua genética, dos fatores desencadeantes, etc.

Seu médico é a pessoa mais indicada para discutir as probabilidades com você, mesmo que ele também não possa dar nenhuma certeza.

 

Pergunta:

Buenas tardes senores, tengo 24 anos de edad y una amiga que conozco tiene una malformacion venoza en la cabeza y diariamente tiene que tomar un medicamento que se llama Fenobarbital.

Esta manãna vi un documental que decia que esta Droga poderia traer consecuencias serias si las mujeres tomaban esta Droga en epoca de embarazo o lactancia, es eso cierto?

Debido a que ella debe tomar esta droga para evitar que le den convulsiones, me preocupa las consecuencias ya que diariamente toma una de estas pastillas

Resposta:

Sim, o Fenobarbital pode ser embriotóxico e deveria ser evitado na gravidez (embarazo). O médico deve pesar os prós e contras e achar outro antiepiléptico mais adequado a essa fase.