Quando vejo ferimentos e sangue tenho taquicardia, minha pressão baixa.

Tratar Fobias em São Paulo

Pergunta:

Tenho Transtorno do Pânico desde criança. Há dez anos faço tratamento com medicamento e terapia de grupo. Todavia, até hoje, chego a desmaiar quando tenho que fazer um simples exame de sangue! Minha pressão despenca! Como posso mudar efetivamente esta minha reação? O que está por trás da Eritrofobia?

Resposta:

Seu tratamento deveria ser reavaliado. O que está por trás da Eritrofobia não é o mais importante, pois nas suas muitas Psicoterapias você já deve ter analisado exaustivamente os motivos desse medo de ver sangue.

É importante que os pacientes fóbicos saibam que saber o motivo de uma Fobia não significa que ela acabe.

O tratamento exige medicação mais Psicoterapia comportamental. 

 

Pergunta:  

Olá, tenho 18 anos, fiz vestibular para Medicina e entrei, mas tenho fobia de ferimentos e sangue. 

Hoje, estou muito confusa diante do que quero.

Acho a profissão incrível, mas tenho muito medo, pois quando vejo ferimentos e sangue tenho taquicardia, minha pressão baixa e fico pálida.

Gostaria de saber se esse tipo de fobia tem cura, porque se não conseguir me livrar desse medo, jamais conseguiria completar meu curso.

É possível? Como? Acostuma com o tempo?

 

Pergunta:

A cada exame de sangue sinto forte mal estar e as vezes desmaio, e logo após acordar tenho vômitos. Gostaria de saber qual especialista procurar?

Resposta:

Esse tipo de se chama Eritrofobia (de sangue e ferimentos) passa com tratamento:

  • Uma medicação provisória.
  • Terapia Cognitivo Comportamental (TCC).

Para a Pergunta 1: trate-se que você ainda vai ser uma grande médica.

 

Pergunta:

Olá doutor! Eu não sei o que eu tenho, mas quando vejo coisas relacionadas a ferimentos começo a passo mal, cai minha pressão na hora.

Resposta:

Isso é uma reação Neurovegetativa do teu organismo, uma Fobia, que provoca queda de pressão. Mas saber o nome do teu problema não acaba com ele.

Procure uma Psicoterapia para se livrar disso.

 

Pergunta:

Dr. Rubens Pitliuk, há cerca de cinco anos sofro de várias fobias tais como: não fico em salas ou banheiros fechados, não ando de elevador, de avião de ônibus, não passo por pontes e não fico no escuro.

A cada ano que passa, entro numa nova fobia além da Síndrome do Pânico e muita Ansiedade.

Minha vida está difícil. Tenho 45 anos e já fiz tratamento psiquiátrico por quase um ano e psicológico pelo mesmo tempo.

Larguei tudo, pois só tomava remédio que me deixava impotente e não resolvia.

Sou hipertenso e na mesma época em que comecei a tomar medicamento para hipertensão, começaram estes distúrbios.

Tenho Prolapso da Válvula Mitral.

Estou arrasado, pois não tenho coragem de enfrentar o que anos atrás era simples.

Tem jeito para tudo isto?

É uma coisa só ou são vários problemas?

Isto pode se agravar aumentando as fobias?

Entro num lugar, penso que pode faltar energia e ficar no escuro.

Não saio quase à noite para não passar por isto.

Numa festa ou visita só fico se as portas estiverem abertas.

Estou assustado, parece que nunca ficarei bom.

Quanto a falar em público não tem problema, pois isto faço quase sempre, somente um nervosismo inicial e depois passa com algumas técnicas em falar.

Dirigir não tem problema.

O que faço?

Penso em pedir meu cardiologista para me passar Ansiolítico, resolve?

Resposta:

Precisa ver se a Psicoterapia foi feita com uma terapeuta experiente em Transtornos de Ansiedade.

Precisa ver que remédios você tomou, pois nem todos os Antidepressivos e outros medicamentos usados em tratamento de Ansiedade prejudicam a libido.

Ansiolíticos costumam funcionar sim, e rapidamente. O problema é que com o tempo eles podem perder o efeito com o tempo e criaram dependência.