Tenho Fobia Social e não consigo olhar nos olhos dos meus professores.

Tratar Fobia Social com psiquiatra do Einstein

Pergunta:

Sou super tímido, a ponto de chorar, não sei mais o que fazer, queria que vocês me ajudassem. Quando tem alguma menina afim de mim, não consigo de jeito nenhum chegar nela, e nem quando estou afim de uma menina, quanto mais eu gostar de alguma menina mais eu fico sem coragem, quando uma chegou em mim, comecei a ficar nervoso e sem palavras, não tomo iniciativa, já cheguei em uma, me dei mal, não tenho palavras para nada.

Não é só com meninas não, na sala de aula fico em silêncio, não pergunto nada para tirar minhas dúvidas, até com minha própria família eu sou tímido, não é qualquer timidez não, é grave mesmo, até penso que isso é uma doença.

Por favor, me ajude, tem algum tipo de remédio, Algum tipo de curso? Algum livro ? Qualquer coisa!

Resposta:

Pois é, mais um caso típico de Timidez Patológica ou Fobia Social. Remédio mais Terapia, essa é a fórmula da melhora. Existem medicamentos diferentes, para casos mais leves e mais pesados. O importante é você saber que dá para melhorar e viver sem tanto sofrimento.

 

Pergunta:

Me ajudem! Tenho 14 anos, sou Punk e nunca fui envergonhado, mas um dia, na sala de aula uma menina começou zoar comigo, a classe inteira riu de mim.

Minha cabeça doeu, senti meu rosto queimar e comecei a tremer.

Desde esse dia, quatro meses atrás, me sinto pequeno não consigo andar na rua falar com alguém sem ficar com vergonha tenho medo e algo incontrolável pode estragar minha vida, não combina com meu estilo.

Resposta:

Não é bem Fobia Social, é uma reação de ansiedade a um evento recente. Fique tranquilo que isso deve passar em pouco tempo e sem necessidade de tratamento. Mas se quiser acelerar a melhora, provavelmente algumas sessões com uma Psicóloga resolvem o problema.

 

Pergunta:

Oi, eu tenho 14 anos, também sou vítima da Fobia Social. Surgiu há apenas alguns meses, quando mudei de escola.

No começo tudo estava muito fácil, eu apresentava trabalhos muito bem, mas depois fui me tornando mais retraída, comecei a passar mal, então voltei para minha antiga escola.

Vou marcar um Psicólogo em breve, pois ano que vem vou ter que ir para outra escola, e não quero que isso se repita.

O meu maior medo é que minha Terapia não funcione, pois li alguns casos em que não há melhora significativa.

Resposta:

Pelo contrário, Fobia Social, quando tratada bem no início evolui muito bem.

Às vezes um medicamento acelera bem a melhora e potencializa o efeito da Psicoterapia, por isso é bom procurar uma Terapeuta que entenda de remédios e saiba avaliar quando o paciente precisa ser medicado além de fazer Terapia.

 

Pergunta:

Meu caso foi diagnosticado como Transtorno de Ansiedade com vômito psicogênico, sinto muita Ansiedade e vontade de vomitar.

Pode ser uma situação bem corriqueira, como viajar, ir a festas, qualquer situação que naturalmente não apresenta riscos.

Não consigo comer em público, em restaurantes, na casa de ninguém.

Fico muito nervosa, já vi um depoimento de uma garota com o mesmo problema que o meu aqui, mas o caso dela foi diagnosticado como Fobia Social, creio que esteja equivocado.

Iniciei um tratamento há uma semana com Aropax e Frontal, em caso de muita necessidade Lorazepam.

Sei que os resultados só virão com 20 dias ou mais, mas é normal ocorrer uma piora dos sintomas no início do tratamento?

Resposta:

Sim, é possível. Leia o item 11 da Página de Efeitos Colaterais, que fala da Piora Inicial.

Com relação ao nome do problema, não é equivoco, Fobia Social é um Transtorno de Ansiedade que aparecem em situações sociais, ou seja, os dois nomes estão certos.

 

 

Pergunta:

Olá Dr. Rubens Pitliuk! Tenho 29 anos, gostaria de saber se o medicamento Citalopram 20 mg ao dia costuma ser indicado como tratamento para a Fobia Social.

Eu ainda não procurei um Psiquiatra, o remédio foi indicado por um cardiologista, quase não teve efeitos colaterais em mim, estou achando muito bom para ser verdade.

Estou melhor em relação à Depressão (não consigo chorar quando eu quero), mas a Fobia Social de uma vida inteira ainda me assombra o tempo todo, embora aos poucos vou tentando “estar” entre as pessoas e ver como eu reajo.

Não tive grandes progressos nesse sentido. Desde já, muito obrigada pela atenção e pela oportunidade de expressão que encontrei no seu site!

Resposta:

Sim, O Citalopram é uma das ótimas opções para tratamento de Fobia Social. Provavelmente com uma Terapia junto, ele funciona ainda melhor.

 

Pergunta:

Não me agrada a idéia de depender de remédios para certas situações, o que vem ocorrendo comigo ultimamente. O que fazer?

Resposta:

O objetivo do remédio não é fazer você ficar depender dele, mas sim descondicionar seu corpo dos sintomas da Fobia Social para que você um dia não precise mais de deles, ok?

 

Pergunta:

Tenho 21 anos e há dois anos faço Terapia. Há pouco tempo descobri que tenho Fobia Social, pois minha Ansiedade estava ficando incontrolável, comecei a beber demais.

Estou indo a uma Psiquiatra e comecei a tomar Aropax há 10 dias. Ainda não senti muito os efeitos desse remédio queria saber se só esse remédio pode ser eficiente para Fobia Social. Obrigado.

Resposta:

Sim, Aropax pode ser ótimo para tratar Fobia Social. Mas, mais importante do que isso: sua Terapeuta te conhece há dois anos e não diagnosticou Fobia Social? Você em certeza que ela é a Terapeuta certa para você?

 

Pergunta:

Há um ano comecei a desenvolver a Fobia Social. Bem, creio que seja, pois após pesquisar bastante é essa a conclusão que cheguei. Desde os 12 anos fiz teatro e sempre fui extrovertido e comunicativo, essa era a minha marca para as pessoas.

Entretanto, agora com 19 anos mudei completamente.

O início foi durante uma aula de cursinho onde fiquei extremamente vermelho e tremia bastante.

Depois disso passei a ter uma Ansiedade exagerada, um medo de ficar vermelho novamente.

Passei a ser defensivo na maneira de se posicionar e comecei a evitar pessoas e situações.

Passei a não sair com amigos, antes era brincalhão na sala de aula, falava com o professor, ia na frente da turma falar sobre qualquer assunto, mas de uma hora para outra fiquei assim.

Não sei se foi o episódio na sala de cursinho que me deixou assim, já que nunca liguei em ser chamado em público.

Cansei de tudo, principalmente porque agora, na Faculdade de Comunicação Social - Televisão e Radialismo, estou desesperado, já que meu projeto de vida sempre foi ser um comunicador e meu curso é basicamente fazer exposições em turma.

Parece ser engraçado - o ator que ficou tímido - mas para mim é um terror.

Não sou do tipo de ir a consultório de terapeuta, Psiquiatra, etc.

Sei que você vai me recomendar, dirá que é importante, mas provavelmente enrolarei e não irei.

Resposta:

Mas você não é obrigado a se tratar, lógico! É uma pena porque esses sintomas poderiam ser zerados. Você não era Fóbico até os 19 anos e depois ficou, esses casos são mais fáceis de tratar do que quem já era Fóbico desde a infância.

 

Pergunta:

A Fobia Social pode ter alguma ligação com fatos que acontecem em casa como a tentativa de suicídio e Depressão de algum familiar ou o Alcoolismo e ausência de pai?

Resposta:

Poder, pode. Mas em Fobia Social descobrir a causa nem sempre quer dizer que ela mude ou amenize. Por isso a Terapia Cognitivo Comportamental é tão importante. Boa sorte!

 

Pergunta:

Acho que sofro desse mal, a Fobia Social desde o início da adolescência. Já estou um pouco cansada de tentar me curar e nunca encontrar um meio.

Hoje tenho 27 anos e desde os 13 sofro com Ansiedade à beira do Pânico. Larguei a Faculdade, fui demitida de empregos, larguei outros, fujo das pessoas, fico calculando por onde passar e não encontrá-las, não tenho coragem de conversar com ninguém, mas me cobro isso demais.

Sinto falta de ar, dores de cabeça, enjôos, tensão nos músculos do rosto, vontade de fugir, de sumir.

Tenho Pânico de remédios, pois acho que vou ter um choque e parar de respirar.

Sinto ódio dos Homeopatas que acham que tudo se cura na marra.

Já fui muito mal medicada por Psiquiatras, fiquei com comportamento de louca quando tomei remédios.

Tenho Pânico de levar meu filho na escola e de conversar com as mães.

Fiquei um pouco aliviada de ler esses depoimentos e ver que existem pessoas como eu.

Uma vez só um remédio deu certo, foi Olcadil receitado por um Clínico Geral, parecia um paraíso.

Mas fiquei grávida, mudei de cidade, não tinha mais condição financeira e parei por minha conta com a medicação.

Resposta:

Ou seja, você viu que é possível se livrar da Fobia Social com o Olcadil, portanto também com outros remédios sem efeitos colaterais. Se você teve experiências ruins com alguns Psiquiatras e Psicólogos, não quer dizer que não possa ter boas experiências com outros.

 

Pergunta:

Tenho Fobia Social e não consigo olhar nos olhos dos meus professores. Faço dois cursos completamente antagônicos: Artes e Engenharia.

O curso de Artes é bem dinâmico e onde me sinto melhor com as pessoas, pois elas cuidam de mim e me passam segurança, contudo, fico muito nervosa, tensa e quando falo em apresentações. Meu corpo todo treme e fico com vontade de chorar na frente de todos.

No curso de Engenharia não tenho nenhum amigo, pois a maioria dos colegas é do sexo masculino e eles menosprezam meu curso de Artes.

Me sinto muito mal, quando volto da universidade fico mal-humorada e com vontade de me suicidar.

Estou pensando em abandonar meus dois cursos, mesmo sabendo que eu tenho tudo para ter uma carreira bem sucedida, pois sempre me esforço e passei em primeiro lugar, fiquei tão feliz e agora estou triste perdida.

Resposta:

Lara, pelo que você relata esses sintomas são mesmo de Fobia Social e você tem sofrido muito com isso. Não desista dos cursos, procure tratamento adequado que conseguirá ser a profissional e pessoa que almeja ser.

A Terapia vai te ajudar a ter mais confiança até mesmo para não se abalar com essas opiniões meio imbecis de teus colegas da Engenharia.

 

Pergunta:

Sou Psicóloga e encaminhei meu paciente para um Psiquiatra, que diagnosticou como Fobia Social. Pelas descrições que li acho o diagnóstico certo, só fiquei com uma dúvida: minha paciente já tentou o suicídio duas vezes porque não tinha coragem de dizer ao pai que queria parar a faculdade por não conseguir se relacionar e sente um grande mal estar na tentativa de superar.

Pode ser algo mais que Fobia?

Ela esta sendo tratada com Prozac.

A Fobia Social inclui tentativa de suicídio? Pode ser tratada só com Antidepressivo?

Resposta:

Existe grande comorbidade entre Fobia Social e Depressão, pois mesmo que o paciente não tenha genética (de Depressão), o isolamento e as dificuldades de relacionamento podem acabar levando a um estado depressivo.

O Prozac é uma das boas opções, mas não é a única.

A Terapia é muito importante, principalmente para reforço de personalidade e mudar os hábitos adquiridos nos anos de Fobia Social.

 

Pergunta:

Gostaria de saber até que ponto a Fobia Social está relacionada com a Síndrome do Pânico, se por acaso a Fobia Social não é uma ramificação da Síndrome do Pânico ou vice-versa.

Tenho sintomas que foram diagnosticados por meu Psiquiatra como Fobia Social, pois não boto meus pés fora de casa nem para comprar jornal. Para sair a uma festa tenho que beber uma cerveja antes, desisti temporariamente da Faculdade, pois se vou beber cada vez que for às aulas, além de ninguém sentar perto de mim por causa do cheiro da bebida, vou morrer de cirrose.

Mas quando enfrento essas situações de tensão, sinto enjôos, tonturas, confusão mental, medo de perder o controle e fazer algo embaraçoso.

Minhas pernas ficam fracas, a ponto de eu achar que vou cair.

E esses sintomas são comuns em Síndrome do Pânico.

Então estou confuso em saber o que tenho, pois preciso da compreensão do que acontece comigo para poder me auto ajudar também, pois só a Medicina e a Psicologia não adiantarão de nada se eu não tiver consciência do que se passa comigo.

Resposta:

Tanto o Transtorno do Pânico quanto a Fobia Social são Transtornos de Ansiedade.

Lembre-se que Fobia Social, Timidez Patológica e Ansiedade Social são sinônimos.

O tratamento dos dois quadros é muito parecido, só muda a técnica de psicoterapia, mas não muito.

 

Pergunta:

Minha dúvida é a seguinte: tenho 32 anos, sofro de Fobia Social desde muito tempo, o agravamento deu-se na adolescência.

Comecei aos 20 com Fluoxetina, depois Sertralina, Paroxetina. Desde os 29 tomo Lexapro, sempre com acompanhamento psicológico.

Também tomo Rivotril e há um mês comecei com Ritalina para ajudar na concentração que não consigo ter, mas com ela sinto que consigo me concentrar por poucas horas, logo depois não consigo nem ver cadernos na frente, sem falar da Depressão que sinto.

Minhas dúvidas são:

Esta Depressão pode ser desencadeada pela Fobia Social?

Ritalina é indicado para quem tem Fobia Social?

Meu Psiquiatra afirma que o efeito da Ritalina não pode causar Depressão.

Não sei o que fazer e como melhorar. Obrigado pela atenção!

Resposta:

O curso crônico da Fobia Social pode levar a um quadro depressivo sim.

Não basta tomar um Antidepressivo, tem que tomar em doses adequadas.

A Ritalina pode ser usada tanto para aumentar sua concentração como para potencializar a ação dos Antidepressivos.

Se você sente piora da Depressão no final do efeito da Ritalina (não é raro), provavelmente isso pode ser facilmente controlado trocando por Ritalina de longa duração (Ritalina LA, Concerta), sendo que às vezes cominadas com a própria Ritalina de 10 mg que você já usava.

Mas observe que Ritalina pode dar mais disposição, mas isso não quer dizer que ela também tire os sintomas depressivos, se tirasse, todo mundo preferiria tratar Depressão com Ritalina do que com antidepressivo.