Sempre tirei zero nos trabalhos escolares onde teria que me expor.

Tratar Fobia Social em São Paulo

Pergunta:

Dr. Rubens Pitliuk, pelos relatos de todos aqui no site, vi que sofro desse problema de saúde, gostaria de saber qual melhor tratamento. Toda vez que tenho que assinar meu nome é um transtorno, fico toda tremendo.  Em lugares com muitas pessoas também entro em pânico, em encontros ou entrevistas sempre tenho tremedeiras.

Antes de ir a festas tenho que beber, a cerveja chega ser um ansiolítico pra mim.

Resposta:

Você pode sofrer de Fobia Social ou de Transtorno de Ansiedade Social. A dificuldade de assinar documentos com alguém olhando é um dos sintomas mais comuns.

Tome cuidado porque muitos fóbicos sociais começam a beber para relaxar e depois criam mais um problema na vida.

 

Pergunta: 

Tenho 24 anos, trabalhei uma única vez na vida. Já me identifiquei com muitos sintomas descritos, como taquicardia, quando exposta a determinada situação, como falar em público.

Aliás, sempre tirei zero nos trabalhos escolares onde teria que me expor.

Sofri Bullying na infância, já fui gaga também.

Meu maior medo é de não poder viver minha vida, já perdi muito tempo dela sem contar que sofria em casa o Bullying também.

Me respondam, por favor, tenho mesmo Fobia Social?

Resposta:

Não podemos diagnosticar nada sem conhecer o paciente pessoalmente, mas tudo leva a crer que sim.

E o tratamento só pode melhorar sua qualidade de vida.

 

Pergunta:

Após uma promoção no trabalho estou assumindo novas tarefas dentre as quais terei que falar em público o que se torna quase impossível pois, se, por exemplo, tiver que falar em um amigo oculto, sou capaz de até esquecer meu nome. Talvez seja um pouco de exagero, mas é assim que me sinto.

Já previa uma Fobia Social a qual foi abordada em minhas sessões psicanalíticas, pois se estava sozinha, saía, era comunicativa, passando uma imagem bem descontraída, extrovertida, etc.

Daquelas que se chega e se apresenta em um local novo, com certa destreza. Mas a coisa muda de figura se estivesse namorando (ou casada).

Parava de querer sair, porque ficava enciumada; geralmente quando o relacionamento estava mais consolidado, o que se torna um contrassenso, pois parecia que alguém podia levá-lo de mim.

Mesmo se fosse alguém com o qual não estivesse tão ligada, ainda que os sintomas diminuíssem.

Às vezes, se tenho que sair, tomo Lexotan, mas parece-me um placebo, inclusive de pouca duração. Chego me sentindo bem, segura, mas conforme o tempo passa, pessoas chegam, etc.

Começo a diminuir até ficar impraticável. Às vezes vem uma enxaqueca cervical o que pode levar até ao vômito e se torna um sacrifício sair acompanhada. Sozinha isso é raro de acontecer.

A história é longa pois em pequena cansei de adoecer (realmente) para não ir à escola e cheguei a fugir de crianças que chegavam à minha casa. Graças a deus esse período passou por volta da pré-adolescência e me tornei bem sociável, mas a baixa-estima nunca me abandonou. Tenho amigas/amigos que me adoram mas não consigo procurá-los se estou vivendo um relacionamento com alguém.

Resposta:

A Psicanálise ajuda sim a Fobia Social, mas muitíssimo mais se acompanhada de medicação correta. Peça para sua terapeuta uma indicação de um Psiquiatra.

 

Pergunta:

Olá sempre fui um cara muito tímido, mas quando cheguei aos 15 anos comecei sentir medo de sair na rua um medo inexplicável, e quando estava dentro de casa sentia palpitações elevação da pressão arterial um mal estar terrível.

Fiquei uns três anos sem sair na rua as pessoas de minha achou que eu tinha me mudado e aos 20 anos tomei coragem e voltei a estudar e trabalhar e aos 22 anos estava lendo uma matéria na revista veja a qual dizia FDA aprova remédio para tratamento de timidez patológica estava falando da Paroxetina o ano foi em 1999 aí resolvi procurar um Psiquiatra e falei da matéria da revista em uma hora de consulta veio o diagnóstico Fobia Social eu gostaria de saber se a pessoa pode ter Síndrome do Pânico, Fobia Social e Transtorno Bipolar tudo ao mesmo tempo?

Hoje estou em tratamento tomo 40 mg de Paroxetina mais 20 mg de Fluoxetina pela manhã tenho notado que engordei muito e gostaria de saber se hipnose ajuda no tratamento?

Resposta:

Ter Fobia Social mais Transtorno de Pânico é possível, ambos são transtornos de ansiedade e têm muitos sintomas em comum.

Transtorno Bipolar é outra história, é possível ter sim essa comorbidade, mas bem menos provável.

Por que Fluoxetina mais Paroxetina? Porque não apenas uma das duas em dose adequada?

É mais provável você ter ganhado peso com a Paroxetina do que com a Fluoxetina.