Desisti de entrar na faculdade por medo extremo de não socializar.

Tratar Fobia Social em São Paulo

Pergunta: 

Durante todo o tempo me vejo com uma pressão em que todos que estão à minha volta estão me julgando. Meu coração está sempre acelerado, dor no pescoço constante e quase sempre suando.

Não consigo fazer nenhuma atividade sozinha, seja ir ao mercado, andar de ônibus e esse quadro só se agrava à medida que sou obrigado a falar com elas.

Desisti de entrar na faculdade por um medo extremo de não socializar (ainda mais que desejo cursar comunicação).

O que faço? Já estou cansado desta rotina.

Resposta:

Você está descrevendo um quadro típico de Fobia Social, que tem tratamento sim.

 

Pergunta:

Boa tarde, bem após descobrir o site Mentalhelp descobri que sofro de Fobia Social, meus sintomas são ficar nervosa, e extremamente vermelha por qualquer coisa, até os motivos mais banais, isso quando não fico vermelha de imaginar o que as pessoas estão pensando sobre mim.

Então, como não tenho condições financeiras de fazer um tratamento com um profissional, optei por fazer automedicação e estou tomando Propranolol 80 mg três vezes ao dia.

Gostaria de saber se tenho alguma chance de me curar dessa forma. Por favor, peço máxima compreensão e sinceridade em sua resposta. Aguardo ansiosamente. Obrigada.

Resposta:

Alguns casos de Fobia Social podem ser tratados com Betabloqueador (Propranolol, Inderal, Atenol, Atenolol, Sotacor), etc. Mas você não deve se tratar por conta própria. Muitos postos de saúde do SUS têm Psiquiatras onde você pode se tratar sem custos.

 

Pergunta:

Gostaria de saber até que ponto a Fobia Social está relacionada com a Síndrome do Pânico, se por acaso a Fobia Social não é uma ramificação da Síndrome do Pânico ou vice-versa.

Tenho sintomas que foram diagnosticados por meu Psiquiatra como Fobia Social, pois não boto meus pés fora de casa nem para comprar jornal, para sair a uma festa tenho que beber uma cerveja antes, desisti temporariamente da faculdade pois se vou beber cada vez que vou às aulas, além de ninguém sentar perto de mim por causa do cheiro da bebida, vou morrer de cirrose. Mas quando enfrento essas situações de tensão, sinto enjoos, tonturas, confusão mental, medo de perder o controle e fazer algo embaraçoso e minhas pernas ficam fracas, a ponto de eu achar que vou cair.

E esses sintomas são comuns em Síndromes do Pânico. Então estou confuso em saber o que tenho, pois preciso da compreensão do que acontece comigo para poder me auto ajudar também, pois só a medicina e a Psicologia não adiantarão de nada se eu não tiver consciência do que passa comigo.

Resposta:

Você está descrevendo um caso de Síndrome do Pânico com Agorafobia. Esses sintomas de Fobia Social são parte do Transtorno de Ansiedade chamado de Pânico.

 

Pergunta:

Há algum tempo venho sentindo esses sintomas muito desagradáveis, aproximadamente 10 anos, hoje estou com 23 anos, e tenho tido muita dificuldade em almoçar/jantar em público ou a frente de pessoas que não tenho intimidade.

Sinto enjoos e ânsia de vômito que na maior parte tenho que correr ao banheiro para vomitar, e quando isso ocorre às vezes os sintomas passam, seria como eu estivesse vomitando meu nervosismo, mas isso está piorando e tem feito com tomasse atitudes anormais, como não sair de casa para comer em outros lugares com amigos ou parentes, recusar convites amigos de pessoas, e participar de excursões, viagens, cursos e seminários que exige almoçar/jantar fora de casa, também quando me encontro com certo nervosismo ou ansiedade não consigo me alimentar normalmente, e sinto os mesmos sintomas descritos acima (enjoos e ânsia de vômito).

Estou procurando tratamento e o diagnóstico apresentado é de Fobia Social e os medicamentos recomendados foram Aropax 20 mg e propranolol 40 mg (quando houver necessidade), gostaria de obter maiores informações sobre o tratamento da Fobia Social.

Resposta:

O diagnóstico parece correto e o tratamento também.

 

Pergunta:

Venho sentindo esse medo estranho e incontrolável há mais ou menos sete anos e hoje estou com 25 anos. Começou depois que eu tive uma doença no estômago que me deixou muito preocupado e que posteriormente eu descobri ser uma gastrite.

Depois que me curei dessa gastrite a Fobia Social começou, sendo que era praticamente impossível eu almoçar ou jantar na frente de outras pessoas.

Com o passar do tempo eu consegui arrumar um emprego e a fazer faculdade, eu ficava o dia inteiro fora de casa e isso fez com que a Fobia sumisse por completo, sem ter que fazer Terapia e nem ter que tomar remédios.

Eu vivi a melhor fase da minha vida, não tinha mais medo de nada e fazia de tudo! Mas depois saí desse emprego e tudo começou novamente, porém com mais intensidade, principalmente agora que eu terminei a faculdade.

Agora não tenho só medo de comer em público, tenho medo de praticamente tudo, estou perdendo amigos, criando conflitos em casa e desapontando várias pessoas com esse meu jeito cada vez mais retraído.

Eu fico nervoso só pelo fato de saber que tenho que ir ao banco, ou ao correio, etc. Isto é realmente Fobia Social? A cura desta doença está estritamente relacionada à medicação em si ou eu tenho que fazer Terapia também? Será que só tomando remédio por algum tempo eu não vou começar a me acostumar com os atos sociais e naturalmente eu vou retomando as coisas que eu fazia.

Resposta:

Sua conclusão é exata: com a medicação você para de sentir os medos, passa a fazer tudo com mais naturalidade e com isso os atos sociais vão ficando cada vez mais fáceis. Nem sempre a terapia é indispensável.