Enxaquecas no Trabalho. Como preveni-las e remedia-las.

Tratar Enxaqueca com Dr. Rubens Pitliuk

Pergunta:

Sou universitária e minhas Enxaquecas atrapalham muito meu desempenho profissional.  Às vezes me deparo com pessoas que acham que a Enxaqueca é apenas uma frescurinha, uma dor de cabeça que logo passa.

Mas não é bem assim. Só quem padece deste mal sabe o quanto é difícil conviver com uma patologia tão incapacitante.

 

Já fiz tratamento (durante um ano, tomando Neosaldina), mas não adiantou muito. Fiquei algum tempo sem sentir nem mesmo uma dorzinha de cabeça, mas logo voltou tudo.

Apesar da facilidade de obter mais informações do que a população de um modo geral, fico meio desanimada em saber que terei sempre que controlar, mas nunca terei a cura definitiva.

Gostaria de agradecer por ter tido o desprendimento de criar esta página e poder compartilhar seu conhecimento.

Resposta:

Olha, Enxaqueca não se cura, se trata e se previne. Isso quer dizer que dá para levar uma vida normal sem ela.

Você sabia que uma das causas de dor de cabeça é tomar remédio para dor de cabeça todos os dias? Você nunca tomou os Triptanos? Os medicamentos preventivos ou profiláticos podem sim acabar com essas enxaquecas constantes.

Não quer dizer que elas não virão mais, mas serão mais raras, mais fracas e você saberá interpretar os Pródromos como a hora certa de tomar a medicação certa, de modo que não tenha mais a dor.

 

Pergunta:

Gostaria de perguntar a respeito de duas medicações que faço uso para a Enxaqueca. Uma é o Inderal e no momento de crise o Zomig.

A primeira parece que não sinto nenhum efeito prático nela e a segunda apesar dos efeitos colaterais que sinto e de custar um pouco a fazer efeito, é o que me tira a dor terrível que sinto.

Percebo que a Enxaqueca aparece quando não durmo o suficiente, ou em mudanças bruscas de temperatura, mais até no calor, do que no frio.

Quando estou tensa também percebo uma predisposição maior. Sou normalmente uma pessoa muito resistente a dor, então se estou trabalhando tento me aguentar para não atrapalhar, pois a vontade é de ir para um lugar escuro, sem cheiro, porque me dá ânsia de vomito, quando não o faço.

Quero ficar quietinha nestas horas, pois tudo me incomoda. A dor é latejante, sinto a visão embasada, com alguns pontinhos luminosos, parece que a cabeça vai explodir.

Resposta:

Se o Inderal não está funcionando preventivamente, porque não trocar? Além do Zomig, existem outros Triptanos muito eficazes. Lembre-se que é fundamental tomar o Triptano (com ou sem um Anti-inflamatório) na faz dos Pródromos, antes da dor começar.

 

Pergunta:

A Enxaqueca pode aparecer em qualquer fase do ciclo menstrual ou só no pré menstrual?

Resposta:

Pode aparecer em qualquer fase do ciclo menstrual, mas costuma piorar no período pré menstrual.

 

Pergunta:

Tenho dor de cabeça há longos anos. Normalmente estou com. Dificilmente passo um dia sem tomar remédio (Neosaldina); chego a tomar 6 a 8 comprimidos dia.

Para me livrar de outro problema (uma espécie de tontura), tomo Flunarin que indiretamente me faz diminuir a dor mas os médicos desaconselham o uso continuado. A dor é resistente e ardida.

Resposta:

Consulte um Neurologista ou um Psiquiatra porque suas dores de cabeça podem estar sendo causadas pelo uso constante de analgésico, se chama Cefaleia de Rebote.

E cuidado mesmo com Flunarin porque o uso constante dele pode provocar um parkinsonismo muito difícil de tratar!

 

Pergunta:

Tenho problema de Enxaqueca há muitos anos, já fiz tratamentos mas nada deu certo, existe algum tratamento novo, novidades sobre Enxaqueca?

Resposta:

Existem hoje cientificamente comprovados como eficazes uma série de medicamentos para serem utilizados durante uma crise, assim como para evitarem que as crises ocorram (profiláticos). Cerca de 60 % dos pacientes se beneficiam e melhoram muito sua qualidade de vida em função desta melhora.

 

Pergunta:

Tenho 18 anos e estou com muita dificuldade de recordar situações, pessoas e nomes, lugares, e etc.

Isso tem piorado, principalmente, em crises, as quais sempre envolvem tontura, insônia, dificuldade de concentração, dores fortes na nuca, mas principalmente no centro da cabeça. São dores agudas e insuportáveis.

Em consequência, ocorrem também cegueiras temporárias, seguidas de forte pressão craniana dificuldade de permanecer em pé, suor frio com esfriamento de todo o corpo e aceleração dos batimentos cardíacos....

Quero saber se por meio desses sintomas é possível ter uma ideia do que pode estar ocorrendo, pois estou preocupado com sangramentos no nariz e escarro de sangue, que vem ocorrendo também. Sempre ocorrem todos esses sintomas praticamente juntos em pequenos intervalos de tempo. Quero saber se eles podem ter uma ligação e um caminho de tratamento a se seguir.

Resposta:

O caminho a seguir é procurar inicialmente um bom clínico geral.

 

Pergunta:

Gostaria de saber por que o uso de Pílula Anticoncepcional me faz sofrer de Enxaqueca no período pré-menstrual.

O que ela faz ao meu organismo que acaba causando a dor? Existe maneira de evitar isso, ou devo parar de usar a pílula? Será que as pílulas com apenas um tipo de hormônio seriam solução?

Resposta:

A Enxaqueca, apesar de não ser uma doença hormonal, sofre grande influência com a variação hormonal normal do ciclo menstrual.

Geralmente as mulheres portadoras de Enxaqueca têm crises relacionadas ou ao período de ovulação ou à menstruação.

A Pílula Anticoncepcional pode mudar a história natural da Enxaqueca para pior.

Se este for sem dúvida seu caso, você deverá tentar ou usar pílulas com a menor dose de estrógeno, ou usar método contraceptivo não hormonal (Diafragma, Diu de Cobre).

 

Pergunta:

Tenho 32 anos, sou bióloga, professora universitária, quando criança tive fortes dores de cabeça, fui hospitalizada, mas não descobriram a causa, a seguir dormi 3 dias diretos, fui novamente hospitalizada mas nada descobriram.

Tive uma adolescência tranquila, fiz a graduação morando fora de casa e tudo bem, muita tensão na época de provas, exame de mestrado e tudo bem.

Após o primeiro parto a dor de cabeça começaram, fiz em tratamento com Sandromigran e melhoraram, após 3 anos, depois do segundo parto as crises vieram bem mais violentas e frequentes.

Faço tratamento a 5 anos com Amitriptilina e não vejo resultados, as crises às vezes demoram, mas agora se acentuaram muito.

Vou a Neurologista e ela me diz que é assim mesmo, tensão da vida cotidiana (doutorado, defesa de tese, qualificação, emprego novo e assim vai) e eu tomando Amitriptilina sem parar além de Ormigrein, Neosaldina, Sumax, Excedrin, Parcel, sem contar muitas noites de pronto socorro.

Resolvi doar sangue e não pude, devido a Amitriptilina que tomo, o hematologista pediu que eu parasse com este medicamento o mais rápido.

Parei, conclusão, não consigo dormir (sempre tive apelido de dorminhoca), perdi o apetite, o desejo sexual está reduzido, estou triste angustiada sem saber porque.

Será que é a falta do remédio? Estou dependente da Amitriptilina? A Neurologista diz que não. E o que é pior as dores estão insuportáveis? Conclusão, minhas filhas não tem mais mãe e meu marido não tem mais esposa, tenho dor de cabeça todos os dias, preciso de uma luz.

Resposta:

A interrupção da Amitriptilina causa menos sintomas de abstinência do que os Antidepressivos Serotoninérgicos, mas pode causar.

De qualquer forma, isso vai passar em poucos dias.

Se você realimentou tomou a medicação (em dose adequada!) por 5 anos na dose adequada, sem sucesso, não adianta insistir.

Existem outros profiláticos que podem ser tentados.

Veja se perto de sua cidade não existe alguma Faculdade de Medicina, pois elas hoje geralmente tem ambulatórios apenas para atendimento de pacientes com dor de cabeça.

 

Pergunta:

Sofro de Enxaquecas desde a adolescência, assim como de Anorexia e Bulimia. As crises são geralmente no período pré-menstrual. No entanto, em fases críticas de Bulimia a Enxaqueca aparece com mais intensidade, qualquer que seja o período do ciclo menstrual...

Qual a ligação entre ambas? Estou tratando das duas, mas há alguma sugestão para tratá-las juntas?

Resposta: 

É difícil dizer que haja uma relação entre Anorexia e Bulimia com Enxaqueca. Mas é claro que uma paciente tem os dois problemas, deve-se tentar um tratamento único que abranja tudo isso.