Posso tomar dois antidepressivos juntos?

Misturar dois antidepressivos

Pergunta:

Estou tomando o Wellbutrin XL 150 mg um comprimido ao dia pela manhã já por 40 dias. 

Fui ao médico que associou continuar tomando o Wellbutrin e começar a tomar Brintellix 10 mg.

Pergunto se esta associação de dois medicamentos é salutar pois li na bula, nas interações medicamentosas, que não devo associar.

Aguardo uma resposta.

Resposta:

Geralmente não há problema em tomar Wellbutrin XL junto com Brintellix. Mas se precisa ou não, ou se teu organismo tolera ou não essa associação, teu médico decide.

 

Pergunta:

Olá, eu fazia uso há muitos anos de Fluoxetina e depois de engravidar parei. Tive o bebê e agora tomo o Equilid há 5 meses, porém não estou mais segurando as pontas, porque estou depressiva demais.

Quero tomar Fluoxetina e gostaria de saber se o Equilid pode ter interação medicamentosa com a Fluoxetina e me fazer mal?

Por quanto tempo fico sem fazer o uso do Equilid e começo a Fluoxetina? Desde já obrigada!

Resposta:

Não sei se você especificamente precisa de dois antidepressivos, mas geralmente não tem problema em tomar ao mesmo tempo Fluoxetina e Equilid.

 

Pergunta:

Dúvida: é razoável um paciente diagnosticado com Depressão fazer uso de Fluoxetina (20 mg.) e Citalopram (20 mg.) simultaneamente? Grato.

Resposta:

O médico deve ter tido as razões dele, mas acho que os dois são da mesma família, portanto, porque não aumentar a dose de um ou de outro? Ou, se uma associação é necessária, porque não associar dois Antidepressivos de efeitos complementares?

 

Pergunta:

Tenho Depressão há mais ou menos cinco anos, tomei durante seis meses o Antidepressivo Limbitrol, mas ele dava muito sono e eu passava quase o dia todo dormindo. Como tenho 41 anos e duas filhas, uma de 9 e outra de 8 anos, passei tomar metade do medicamento.

Melhorei e acabei por interromper por mim mesma a medicação. Há um mês sinto que as crises depressivas estão voltando, às vezes com muita intensidade.

O que mais me desespera é a falta de alegria, as dores no corpo e os pensamentos negativos que tomam conta de mim e com a certeza que tenho uma doença incurável e vou morrer de doença cardíaca.

Tenho um marido maravilhoso que sempre está ao meu lado e é ele que me ajuda a levantar quando estou em crise. Hoje estou desesperada precisando de ajuda!!!

Não tenho pensamentos suicidas, pelo contrário, quero muito viver e viver bem, pois amo muito minha família e tenho certeza que sou muito amada por eles.

Estou implorando por ajuda, pois sempre olho na internet e procuro alguns site de autoajuda, mais nunca encontrei um tão perfeito como esse. Parece que tinha alguém relatando tudo o que sinto. Por favor me de uma ajuda, uma orientação de como ficar bem!!

Resposta:

O problema do Limbitrol é que ele tem uma dose baixa de Antidepressivo (Amitriptilina, Tryptanol, Amytril) e uma não tão baixa de ansiolítico.

Portanto, se você aumentar a dose para ter efeito Antidepressivo, vai ficar muito sonada.

Volte ao seu Psiquiatra porque existem dezenas de opções de tratamento com medicamentos que não tenham mistura de mais de uma substância.