O que fazer quando o Antidepressivo ajuda mas tem muitos colaterais?

Efeitos colaterais de antidepressivos

Pergunta:

Bom dia! Parabéns pelo site! É um excelente trabalho!!! Faço uso do Pristiq há 5 anos para controlar uma depressão com sintomas ansiosos. Porém não venho me sentindo bem. 

Tive muitos problemas até encontrar o Pristiq, devido aos efeitos colaterais na esfera sexual que os outros medicamentos causavam. Por isso que venho mantendo o Pristiq, mesmo tendo perdido sua eficácia.

Porém agora com esse novo medicamento chamado Brintellix, meu médico e eu resolvemos fazer o teste.

Estou um pouco receoso, devido às suas grandes promessas e ao seu preço! Assim como foi com o Valdoxan, que tinha um preço elevado, não causava problemas de peso e libido, mas também não tinha muita eficácia. 

Queria uma opinião do Sr, a respeito do uso em seus pacientes. O sr está notando um bom retorno do medicamento? 

Meu médico associou o Brintellix 10 MG ao Pristiq 100mg, por 1 semana e após manter o Brintellix 10 MG com 50 MG do Pristiq. 

O sr vê algum risco nessa associação? 

Eu queria fazer a retirada do Pristiq, mas meu médico aconselhou manter a dose mínima do Pristiq por pelo menos 1 mês para ver como meu organismo iria se adaptar ao Brintellix, para não arriscar parar e depois ter que retornar para o Pristiq. 

Aguardo uma Opinião!!! Mais uma vez, parabéns pelo trabalho. Essas opiniões que o sr passa, acalmam corações ansiosos, como o meu! 

Abraço.

Resposta:

Obrigado pelos elogios. Parece que essa conduta faz muito sentido e é muito sensata. O Brintellix tem um programa desconto, não sei se teu médico falou.

 

Pergunta:

Tomo Paroxetina há algum tempo para Depressão. Não sinto melhoras, apenas efeitos como tremores, dor de cabeça e aumento de peso. Isso é normal?

Resposta:

Claro que não é normal! Porque a Paroxetina não foi trocada?

 

Pergunta:

Meu filho tem Depressão e o médico receitou Cittá (Citalopram) para tomar de manhã e Rivotril 2 mg para tomar a noite. Só que ele custa a dormir à noite e quando dorme não tem um sono tranquilo.

Sonha demais e grita as vezes achando que é real o sonho. Será que é da associação dos dois remédios ou é reação de algum?

O Rivotril ele toma desde o ano passado e o Cittá faz três dias. Será que acontece isto no início do tratamento e vai passar? Obrigada pela resposta.

Resposta:

A Depressão costuma prejudicar o sono, mas não dando sonhos em excesso e sim insônia terminal (a pessoa acorda antes da hora).

Esse monte de sonhos é bem capaz que seja um efeito colateral do Cittá (Citalopram, Cipramil, Procimax).

Fale como médico para mudar o horário que muitas vezes resolve.

Pergunta:

Já usei Limbitrol, Venlafaxina (estes me davam coragem de agir, calma) e hoje uso Bup (melhorou o raciocínio) 150 mg/dia para Depressão, sendo que mais que isso me deixou desorientado.

Penso que a Amitriptilina (sem o Clordiazepóxido do Limbitrol me dá menos sono) com Bup traria um melhor resultado pois atuam bem em sintomas distintos que se completam.

Meu Psiquiatra insiste em elevar o Bup e diz que daria no mesmo não aceitando minha conclusão. Ele médica, mas eu sinto. É tão impossível eu estar certo?

Resposta:

Não é impossível não. Quando você toma Limbitrol se tiver que aumentar a Amitriptilina, acaba aumentando também o Clordiazepóxido, que pode dar sono.

Se o Bup te deixa desorientado em dose maior, talvez teu Psiquiatra troque pelo Wellbutrin XL, que é de liberação prolongada. Mas muitas pessoas não toleram 300 mg de Bupropiona.

Aprendi em mais de 40 anos de profissão que podemos aprender muito com os pacientes.

 

Pergunta:

Doutor faço tratamento para Depressão refratária há 20 anos tendo tomado diversos Antidepressivos e Estabilizadores e até Estimulação Magnética Transcraniana, porém somente há dois anos obtive algum alívio com Bupropiona.

Ocorre entretanto, que ele me provoca uma irritabilidade absurda, gostaria de saber como compensar este efeito. Muito obrigado.

Resposta:

Se a Bupropiona é o único remédio que te ajuda, precisaria tentar as diversas formas de liberação (imediata, longa e extra longa), ou seja, Zetron, Bup, Wellbutrin SR e Wellbutrin XL.

Se mesmo assim a irritação continuar, provavelmente dá para controlar a irritação com micro doses de algum Neuroléptico.

 

 

Pergunta:

Tomava Cymbalta 60 mg, como ainda não estava tão bem, meu médico aumentou para 60 mais 30, fiquei com muita sonolência durante o dia todo, acho até que o desânimo com a vida voltou um pouco.

Vejo que muitos associam 2 tipos de medicamentos, para que um deles combata um efeito colateral do outro. Qual seria o tipo de medicamento que eu poderia associar ao Cymbalta para diminuir a sonolência e me deixar mais ativo? Desde já agradeço a atenção e parabenizo a iniciativa.

Resposta:

Sim, muitas vezes um tratamento precisa de mais de um remédio. Às vezes um Antidepressivo é indispensável mas provoca determinado efeito colateral que precisa ser tratado.

No teu caso, sonolência, que pode ser tratada (de uma maneira geral, não estou afirmando no teu caso) com Ritalina, Concerta, Venvanse, Stavigile. Mas é muito raro um Antidepressivo ser tão indispensável assim.