Tratar Depressão em São Paulo

Pergunta:

Boa noite, eu estou em tratamento de Depressão desde que perdi meu pai. Comecei a me tratar com Zetron, durante em tempo este medicamento fez efeito, depois comecei a tomar manipulado, só que o efeito não foi o mesmo.

Por orientação do médico comecei a tomar outra medicação junto, não recordo o nome, e que durante um tempo fizeram efeito, então ele recomendou que eu experimentasse a Venlafaxina (Efexor), por 14 dias, para ver o resultado, foi um desastre, todas as reações adversas possíveis, hoje voltei ao consultório e ele mudou a medicação, suspendeu a Venlafaxina, Zetron (Bupropiona), e me receitou a Duloxetina, estou lendo a bula e não consigo entender muito bem como funciona, será que vocês poderiam me esclarecer?

Resposta:

Priscila, Duloxetina é o Cymbalta ou Velija, um Antidepressivo muito bom com o mesmo mecanismo de ação que o Efexor (Venlafaxina), o que não quer dizer que terá os mesmos efeitos colaterais.

Você melhorou com Zetron (Bupropiona, Wellbutrin XL, Wellbutrin SR, Bup) e depois piorou quando mudou para Bupropiona manipulada.

Porque não voltou ao Zetron, ao invés de ficar tentando outros Antidepressivos?

Além disso, tua Depressão que começou depois de uma perda tão importante, a morte de seu pai. Pode ser que você precise de uma Psicoterapia, além de medicação.

 

Pergunta:

Depois que minha mãe faleceu tive uma grave crise depressiva e o psiquiatra receitou Lamitor. Comecei com baixa dosagem e na quinta semana, com 100 mg tive uma reação alérgica, a Síndrome de Stevens Johnson. Fui hospitalizada por 18 dias.

O Psiquiatra diagnosticou meu caso como Transtorno Bipolar.

Passados 9 meses continuei chorando e sofrendo, fui a outros médicos, mas eles têm receio de fazer o meu tratamento.

Comecei a tomar Fluoxetina 40 mg e Sibutramina. Era muito obesa e perdi peso.

No entanto, continuo chorando. Outra psiquiatra receitou Carbolitium e Bupropiona.

Li na bula que o Carbolitium engorda muito.

Não quero engordar, então a minha pergunta é: visto que a psiquiatra suspendeu a Fluoxetina posso tomar: Carbolitium, Bupropiona e Sibutramina?

Há incompatibilidade entre esses 3 medicamentos? 

Resposta:

Apesar de rara, a Síndrome de Steven Johnson pode ocorrer com o uso da substância Lamotrigina (Lamitor) e não tem como o médico prever se o paciente irá ou não desenvolver essa síndrome.

Superada essa angústia, acho importante você fazer o tratamento de forma correta, principalmente se você realmente tem o Transtorno Bipolar.

Talvez você pudesse começar por partes.

Se o seu peso corporal é um problema que a incomoda, procure um nutricionista para orientar a sua dieta e pratique exercícios físicos.

Paralelo a isso, converse com a sua psiquiatra para ver qual medicação você pode tomar sem o risco de ganhar mais peso.

Tenho certeza que vocês encontraram um modo de tratá-la e melhorar a sua saúde de forma global.

 

Pergunta:

Depois que minha mãe faleceu, entrei em Depressão . Pode ser coincidência?

Resposta:

Um dos desencadeantes da Depressão é uma perda significativa de pessoa próxima, principalmente quando existe tendência a ter Depressão em outras pessoas da família.

 

Pergunta:

Meu pai cometeu suicídio após uma longa crise financeira, infarto, problemas de impotência, etc. Meu avô paterno também havia se suicidado após descobrir que estava com câncer. Antes de meu pai morrer eu já apresentava quadros esporádicos de Depressão, que na época eu identificava como tristeza, mas que podiam até durar seis meses.

Após encontrar meu pai morto, no entanto, passei a ter uma Depressão Cíclica, insônia diária e sistemática, a fazer uso intenso de álcool e drogas para me anestesiar, incluindo comida (engordei 15 quilos de lá pra cá).

Já experimentei terapia, fiz uso de Antidepressivos como Prozac, Cymbalta, mas já considero a Depressão uma doença incurável e recorrente no meu caso, apenas procuro mantê-la sob controle.

Pergunta: se eu tiver um filho, qual a perspectiva de que também seja cronicamente deprimido? Devo evitar ter filhos, como fiz até agora? É mais seguro neste caso tentar uma adoção?

Resposta:

A Depressão está longe de ser uma doença incurável. Provavelmente a sua Depressão não foi tratada adequadamente.

Em caso de pacientes com tanta genética, os Estabilizadores de Humor são especialmente úteis, por exemplo o Lítio 

A probabilidade de um de seus filhos ter Depressão de 10 a 20% só. Depressão não é motivo para não se ter filhos. Quantos familiares você tem? Certamente apenas a minoria sofre de Depressão 

Além, disso, quem sabe que tratamentos existirão daqui a 30 anos?