Pode amamentar com Antidepressivo?

Pergunta:

Boa noite, estou amamentando, posso tomar a Fluoxetina 20 mg com o Equilid 50? Faz mal?

Resposta:

Tanto a Fluoxetina (Prozac, Verotina, Daforin, Eufor) quanto o Equilid são seguros para serem tomados pela mulher que amamenta. Inclusive o Equilid é muito receitado pelos Pediatras e Ginecologistas para aumenta a produção de leite.

 

Pergunta:

Tenho 29 anos e estou grávida de 5 meses.

Faço análise há cinco anos, já tive depressão, tomei Zoloft e hoje me sinto triste e totalmente mexida com a gravidez.

Fui ao psiquiatra e ele disse que se passasse algum antidepressivo, eu não poderia amamentar.

Tenho medo de não dar conta de criar minha filha e não sentir alegria quando ela nascer.

Meu marido é um grande companheiro, está sempre ao meu lado.

Pelas perguntas que eu li, acho que não é o caso, pois existem medicamentos evoluídos que não causam problema algum.

Gostaria de saber se realmente julga que é necessário fazer uma prevenção e se sim qual o grupo desse (s) medicamento (s)?

Resposta:

Entendi que a depressão já voltou, durante a gravidez mesmo, certo?

Nesse caso ela pode ser tratada sem problemas.

Caso você não esteja deprimida mas tenha medo de deprimir após o parto, essa depressão pós parto também pode ser prevenida, pois alguns antidepressivos não passam pelo leite e outros passam em doses tão pequenas que não há problema para o bebê. Você vai poder amamentar sim!

 

Pergunta:

Quais são os tratamentos alternativos para não precisar parar de amamentar?

Resposta:

É perfeitamente possível tratar uma Depressão Puerperal sem precisar parar de amamentar.

 

Pergunta:

Quais os comportamentos da mulher com Depressão pós Parto em relação a amamentação de seu bebê? Nestes casos a amamentação deve ser incentivada? Como proceder?

Resposta:

Na maioria dos casos a Depressão pós Parto não é tão grave que impeça a amamentação e demais cuidados com o bebê. Esse caso é tão grave que está impedindo?

 

Pergunta:

Preciso de ajuda ! Tenho uma bebezinha de três meses, nasceu com 36 semanas devido a pre eclâmpsia, aproximadamente 10 dias atrás meu marido resolveu pedir separação!

Pegou as coisas e foi embora, apesar da dificuldade em pilotar este avião sozinha tenho tentado transmitir para minha pequena boas coisas, não esta sendo fácil, tem sido muito desgastante, sinto os sintomas da depressão, falta de apetite, dores no estômago, tristeza, desânimo, infelicidade, existe medicamento que ajude a amenizar estes sintomas, sem que interfira na amamentação ?

Afinal, não posso falhar com minha pequena !

Obrigada pela por manter esta porta aberta ! Abraço.

Resposta:

Você deve consultar um psiquiatra para ser corretamente diagnosticada e orientada. Existe antidepressivos que não interferem na amamentação. Quanto à situação de seu relacionamento conjugal sugiro que faça uma psicoterapia para discutir qual o melhor caminho a seguir. Estamos à disposição. Dr. Juarez lopes Neto.

 

 

Pergunta:

Bem aqui vou eu tentar relatar o que já se passou comigo, sou casada tenho 26 anos, um filho com 3 e estou à espera de outro bebê, agora estou grávida de 28 semanas.

Antes de engravidar do meu primeiro filho tive um esgotamento nervoso, estava a fazer o tratamento e tive que interromper por suspeita de estar grávida o que acabou se confirmando.

Durante a gravidez tudo correu lindamente sem tomar remédio algum, até que tive depressão pós parto, voltei a tomar medicamentos e a ser acompanhada por psiquiatra e psicólogo.

Depois de quase um ano de tratamento a médica achou melhor fazer o desmame do remédio, tudo correu muito bem.

Deixei de tomar o antidepressivo e continuei a minha vida, mudei de emprego, de casa, tudo bem até agora.

Estou com medo de voltar a ter depressão, pelo que pude ler a respeito do assunto posso voltar a ter a depressão mas se procurar a ajuda médica antes do bebê nascer posso fazer um tratamento para evitar.

O site me foi de grande ajuda, por que as vezes me pego chorando sem motivo, a pensar na vida, no que deveria ter feito no passado para hoje as coisas serem diferentes, e esses pensamentos não me agradam.

Obrigada, só tenho a agradecer.

Resposta:

Eu é que agradeço a confiança. Fique tranquila, mesmo que você deprima durante a gravidez ou no pós parto é possível tratar na gravidez e na amamentação, perfeitamente.