Sempre deixo as coisas pelas metades, como o curso de mecânica, o de informática, a natação, etc.

Tratar TDAH ou DDA em São Paulo

Depoimento:

Olá, tenho 23 anos e somente hoje descobri que sou DDA (ou TDAH ou Déficit de Atenção ou Hiperatividade), descobri isso graças ao seu site.

Mas não sei bem ao certo qual é o meu tipo de DDA (ou Déficit de Atenção com ou sem Hiperatividade), pois até os 13 anos nunca tive problemas na escola, minha notas eram altas e eu nem precisava de estudar, porem eu realmente sempre ficava voando e viajando, as pessoas falavam comigo eu fingia prestar atenção, mas minha cabeça estava em outro lugar (tipo pensando em um futuro maravilhoso) ou ser um super-herói, ou ter a possibilidade de voltar ao passado para corrigir um erro. Mas sempre fui covarde e evitava brigas, eu sempre era intimidado e nunca tinha resposta à altura quando alguém me ofendia, eu me sentia impotente.

Aos 13 anos me envolvi em uma luta e apanhei, então a humilhação foi muita e passei a ser excluído pelos amigos que ficavam me zoando, então eu ficava muito triste não cuidava da minha aparência e mais do que nunca me refugiava para meu mundo e com isso desprendi a atenção nos estudos, encanava aula para não ter que ir a escola, me desinteressei ao que os professores falavam, a partir daí minhas notas só eram ruins e passei a ter um comportamento anti social pois não era aceito, porem tive amigos de verdade que me apoiaram.

Por volta dos 16 anos percebi que não queria ser tão tímido e decidi me soltar, então eu sempre tentava puxar conversa, mas de nada mudava no final todos me excluíam a não ser alguns que viravam meus amigos (talvez por sentirem pena) ou por me acharem legais, eu não sei ao certo.

Logo depois parei para pensar e atribui todos os meus fracassos ao meu pai, porque achei que tinha puxado toda essa fraqueza dele, então eu passei a não suportar mais a presença dele (o engraçado é que nós nos dávamos muito bem sempre estávamos juntos) e infelizmente cheguei ate a agredi-lo uma vez, me arrependo muito por isso, mas ate hoje não suporto sua presença, sei que a culpa não é dele, mas não consigo deixar de ser assim por mais que me esforce.

Também não tenho paciência das minhas sobrinhas, passei a odiar gente fraca, eu me acho muito maldoso, cruel e covarde, mas não consigo mudar.

Também sofro de insônia (existe épocas que troco o dia pela noite e para justificar digo a minha mãe que faço isso para não ter que ver a cara do meu, nem das minhas sobrinhas) e fico trancado no quarto, nem me alimento direito tenho vergonha de comer perto deles.

Sem falar que me envolvi com consumo excessivo de álcool, eu bebia muito mesmo, bebi durante 5 anos, recentemente parei de beber (faz 7 meses que não bebo absolutamente nada de bebidas alcoólicas) bom essa compulsão já é própria do DDA (ou TDAH ou Déficit de Atenção ou Hiperatividade), mas não sei como consegui parar.

Também não consigo me dedicar a nada completamente sempre deixo as coisas pelas metades, como o curso de mecânica, o de informática, a natação, a musculação, a fisioterapia da minha coluna, meu tratamento dentário, e meu curso de direito.

Às vezes eu consigo vencer a timidez e me tornar agradável, mas não me dou muito bem com as mulheres, sou muito exigente.

Sei que escrevi muito, mas, por favor, leiam minha msg há mais coisas que gostaria de escrever também, sou muito ansioso, sou impulsivo, compro coisas de que não preciso pôr não costumo perder objetos e quando memorizo coisas é difícil eu esquecê-las, o meu problema mesma é a ansiedade, o comportamento impulsivo, a intolerância, agressividade, e a falta de prender minha atenção parar de ficar voando e me focalizar em uma coisa.