Gostaria de ser mais alegre, mais feliz, sem a Distimia.

Tratar Distimia em São Paulo

Depoimento:

Sempre achei que tinha algum problema por me achar muito tímida, mal-humorada, ser séria demais, melancólica, enfim ser meio "baixo-astral”.

Ao mesmo tempo queria ser o oposto, achava bom ser assim porque de certa forma afastava as pessoa, criando uma barreira.

Não tive muitas amizades por nunca me envolver, me doar verdadeiramente, sempre achava que ninguém ia gostar de mim, por isso, sempre fui de ficar na minha.

 

Até na vida profissional tive dificuldade em realizar alguns projetos: queria ser atriz, jornalista, escritora, mas nunca levei em frente.

Cheguei até a começar o curso de jornalismo, fiz teatro, mas sempre ficava com medo de me expor.

Após ouvir sobre Distimia me identifiquei, e pesquisei na internet.

Mas confesso que não sei como me tratar, acho que por preconceito ou por medo do que as pessoas podem dizer.

Tenho 33 anos, estou casada pela segunda vez, após várias tentativas de relacionamentos frustrados.

Gostaria de ser mais alegre, mas feliz, sem a Distimia.