Adolescente melancólica, ansiosa, deprimida, com a primeira crise aos 18 anos.

Tratar Distimia em São Paulo

Depoimento:

Após anos e anos, um psiquiatra concordou com a minha desconfiança: Distimia. Fui uma criança tímida, isolada. Adolescente melancólica, ansiosa, deprimida, com a primeira crise aos 18 anos após morte de uma amiga e questões de vestibular. Mãe depressiva, com Fibromialgia, irmão Bipolar e Esquizofrenia leve.

 

Hoje aos 34 anos, me sinto melancólica, com uma preguiça infinita, desanimada para tudo, sei que sofro de Distimia.

Na primeira crise de Depressão, aos 18, tomei vários antidepressivos e Ansiolíticos, os quais não recordo.

Nas demais crises tomei Kava-kava, Hypericum, Paroxetina (mais ou menos dois anos).

Fiz terapia por três anos, o que ajudou muito, muito na ansiedade.

Ano passado foi um ano complicado, casamento, emprego, doenças na família...

Comecei sentir taquicardia, dores no corpo, preguiça infinita, parecia mais fácil andar para trás do que para frente, se deixasse eu ficava no mesmo lugar por horas e horas, e ao mesmo tempo um bicho-carpinteiro, mas que eu não dava conta de fazer o que precisava, andava de um lado para o outro e não fazia nada.

Fiz quinhentos exames e nada... O médico me disse ser um estado de stress agudo, e que eu mantinha o ritmo anterior, de quando dos problemas citados acima.

Daí procurei um novo psiquiatra que concordou com minha hipótese de Distimia.

Devido à questão da libido que zerou por total, ele me passou Wellbutrin SR, 150 dias, e Lamitor 25 - 2x por dia; não senti nenhum efeito colateral que incomodasse, mas se fico um dia sem tomar, no final do dia já sinto uma fraqueza (raramente esqueço), sinto mais efeitos quando fico sem.

Nos três primeiros dias dessas medicações, me senti imensamente depressiva, choros..., depois passou.

Já estou no segundo mês de tratamento, não venho sentindo muita melhora, melhorei um pouco e aí fiquei, tenho percebido altos e baixos no humor, no ânimo...

Meu médico está viajando, li a bula e por conta própria aumentei o Wellbutrin para 2x por dia desde ontem.

Quanto aos remédios não tenho receio em tomá-los, meu receio é que os outros saibam que estou tomando!

Eu pretendia engravidar até o meio desse ano, mas acho que não será possível...

Essa combinação de medicação estaria correta?

Devo falar logo com meu médico ou esperar mais um tempo tomando a medicação?

Tem dias que não me suporto, do nada começo a maltratar as pessoas mais próximas, depois o arrependimento mata; com estranhos não tenho essa reação.

Agora desenvolvi uma ansiedade quanto à gravidez, se devo, se posso, se vou ser boa mãe...

Se meu marido vai me suportar por mais um dia. Há dias em que para não se aproximar de mim, começo a implicar... HELP ME!!!