O pior é acordar desejando não ter acordado.

Tratar Depressão com Psiquiatra do Einstein

Depoimento:

É impressionante, mas sempre que me disponho a falar da minha Depressão não consigo encontrar palavras que descrevam tudo o que tenho vivido.

Lendo os depoimentos do site descobri que cada experiência é diferente e única com alguns traços comuns como o medo; a desesperança e o cansaço de levar uma vida sem perspectivas de felicidade.

Talvez eu seja depressivo há mais de 6 anos mas só agora aos 24 anos tenho consciência da gravidade do problema e tento não me culpar mais por acordar e dormir infeliz.

Toda vez que eu tento falar do assunto com alguém a pessoa foge, muda de assunto, se afasta até por não compreender o problema.

Geralmente eu ouço: "Você precisa beijar na boca! Precisa namorar! Sair com os amigos...".

E eu já nem respondo mais pois nem forças para argumentar sobre qualquer coisa eu tenho mais.

O mundo, os preconceitos, a minha sexualidade, minha família, os amigos, tudo é motivo para pensar em morrer, em desistir da vida.

Somatizei uma série de medos e desenvolvi uma gastrite crônica cujo pior sintoma é uma halitose que só melhora ás custas de muitos remédios.

Não faço terapia, nem me trato com psiquiatra mas leio muito sobre o assunto. (!)

Agora o cansaço que sinto é tão profundo que tudo o que faço é dormir e ficar um pouco no computador.

Vou levando a faculdade com muita dificuldade e já estou três períodos atrasados.

O pior é acordar desejando não ter acordado.