Ela sempre acha que estou olhando libidinosamente para alguém.

Tratar Ciúme Patológico em São Paulo

Pergunta 1:

Minha mulher é patologicamente ciumenta. Não tenho mais vida social.  Em qualquer reunião de pessoas aonde vamos ela sempre acha que estou olhando libidinosamente para alguém, gerando barracos fenomenais - não importa se estamos na igreja, com os filhos no colo, em retiros, no cinema, em festa de parentes... 

E ultimamente ela inovou - em uma festa, onde fiquei o tempo inteiro de cara para a parede, ela acusou-me de estar interessado em cicrana por evitar olhar para ela. 

Ridículo, mas para ela é sério. E está pior a cada dia, principalmente porque trabalho com computadores e agora ela invocou que estou conversando com vagabundas na rede e ela está partindo para agressões físicas violentíssimas.

Tentei transferir meu trabalho para casa, para ver se ela entendia que o que ela sente é doentio, mas acho que piorei tudo, pois se eu saio mais que duas horas de casa, a casa cai.

Andei lendo algo a respeito e vi situações mais ou menos parecidas em casos de uma psicopatia conhecida como transtorno delirante persistente (paranóia)

Será que é isso? Tem cura? O que devo fazer? O que ela deve fazer?

Há tempos venho sofrendo com o comportamento anômalo dela e acho que ela precisa realmente de ajuda.

 

Pergunta 2:

Meus pais são casados há mais de vinte anos, desde o começo só tem brigas, sou jovem, conheço minha mãe.

O problema é com meu pai, que não permite minha mãe nem olhar para o lado. Não rola nenhum carinho entre eles.

Meu pai é muito ignorante, nervoso, só humilha a minha mãe com palavras muito fortes.

Eu e irmão cada dia distanciamos mais dele. Começo do casamento ele obrigou ela sair do emprego.

Ela não sai de casa, vive para os filhos. Sei que o sonho dela é ter uma família feliz, com meu pai curado. Quero ver meus pais felizes. Sinto-me inútil.

 

Pergunta 3:

Após pesquisar muito, desconfio que tenha Ciúme Patológico e TDAH. Atualmente vivo com meu companheiro que é uma pessoa maravilhosa, mas tenho medo de por tudo a perder por causa do meu comportamento.

Sou muito ciumenta, paranóica e ando apática para algumas atividades que não me agradam e muito interessada em outras que me agradam, o rendimento no trabalho caiu. Quero saber como me consultar com sua equipe (me passou confiança), se devo escolher o profissional ou vocês indicarão o mais adequado.

 

Pergunta 4:

Namoro um homem ciumento. Brigas acontecem por ele ser uma pessoa nervosa e impaciente. Durante as brigas fala coisas para me agredir e me deixar triste.

Depois se arrepende e fica deprimido. Essa situação se repetiu algumas vezes, até querer se matar. Na nossa última briga, ele disse que mataria nós dois. Ele é uma pessoa nervosa, impaciente, ansioso, que sofre com dores nas costas.

Resposta:

Ciúme patológico é um pesadelo que nunca acaba. Muitos casos só pioram com o tempo, se não forem tratados (com medicação, pois são geralmente refratários à terapia).