Perguntas sobre tratamento de ansiedade com vários medicamentos

Tratar Ansiedade com Psiquiatra do Einstein

Pergunta:

Estou fazendo tratamento de ansiedade com Rivotril 0,5 mg há um ano, só que tenho sentido formigamento, arrepio na cabeça, muita tontura que tem dia que não consigo ficar em pé, não aguento mais, tem dia que choro o dia todo por sentir isso, porque tomo o Rivotril e Gingko Biloba e nada de melhorar.

Se eu pedir meu médico trocar pelo Frontal 0,5 se vou ter alguma melhora? E se eu parar de tomar o Rivotril vou ter algum efeito colateral? Ajude-me.

Resposta:

Ansiedade não se trata apenas com remédios. E quando o remédio precisa ser tomado muito tempo, o ideal é tomar remédios diferentes dos Benzodiazepínicos (por exemplo, Rivotril e Frontal).

Trocar Rivotril por Frontal não deve mudar nada no teu bem estar, a não ser no começo.

O Gingko Biloba tem algumas indicações, mas não tem indicação em tratamento e Ansiedade.

 

Pergunta:

Tomo Lexapro 20 mg por dia, Apraz 2 mg por dia e Donaren 150 mg à noite há mais de 2 anos. Mesmo assim continuo a ter problemas de Ansiedade.

Gostaria de saber quais efeitos colaterais irão surgir com o tempo prolongado de uso desses medicamentos, por exemplo, na memória, coração, libido?

Resposta:

O problema principal não é que efeitos colaterais irão aparecer e sim porque você toma tantos remédios em doses relativamente altas e por tanto tempo sem melhorar? Porque eles não foram trocados? Porque você também não faz os tratamentos alternativos para Ansiedade?

 

Pergunta:

Tenho 39 anos, sou professora, leciono os dois horários e há uns dois anos passei por uma situação difícil em um dos meus trabalhos. Também cuido de minha mãe com 74 anos e meu pai com 85 anos, tenho uma vida estressante!

Comecei sentir taquicardias, insônia, ondas de calor com suor e em seguida frio, dores fortes de cabeça, tremores, boca seca, hipertensão, dormência na cabeça e um pouco de confusão.

Até barulho me incomodava, deixando-me confusa. Procurei Cardiologista, fiz um check-up, tudo ok. Ele me receitou um remédio para a pressão e pronto. Só que de nada adiantou, passei a ter uma hora pressão alta, outra hora baixa. Fui ao neurologista, fiz Eletroencefalograma (EEG) e Tomografia. Deu uma pequena alteração no Eletroencefalograma, foi receitado Rivotril 0,5 mg.

Só que as crises continuavam. Fui a outro Cardiologista, repeti os exames e ele chegou à conclusão que eu estava com sintomas de Síndrome do Pânico e me encaminhou para um Psiquiatra. Enfim, tomo Anafranil e Noctal, as crises estão tendo um espaço maior, mas continuam me deixando encucada, pois durante a crise, fico com a perna esquerda e a cabeça dormente e depois com tremores involuntários nos membros inferiores. Estou pensando em ir a outro neurologista, pois já me acho dependente do remédio. Me dê uma luz!

Resposta:

Me parece que você vive uma situação que te sobrecarrega, ou seja, te estressa. Os tratamentos conseguem ou deveriam conseguir acabar com todos os sintomas, mas a cura mesmo virá quando você viver menos sobrecarregada.

Enquanto isso não é possível, teu Psiquiatra vai regular a dose de Anafranil e Noctal até teus sintomas desaparecerem. Não esqueça que os sintomas do Stress acabam virando mais um fator estressante.

 

Pergunta:

Fui diagnosticado como tendo um quadro de Ansiedade com duas crises de Pânico, comecei o tratamento há cerca de 4 meses, tomo Amytril 50 mg, estou sendo acompanhado por uma Psiquiatra, a minha dúvida e receio é o seguinte:

Melhorei bastante, não tenho mais dores de cabeça, sensação de abobado, consegui voltar ao trabalho, mas alguns sintomas ainda me acompanham diariamente que é o zumbido no ouvido, as fasciculações, e uma pressão forte no rosto e na região do nariz.

Minha médica disse que isso era ainda da parte emocional, que não aumentaria a dose do remédio e nem nada, mas esses sintomas me incomodam muito, acabo ficando agitado com eles.

Dr. Rubens Pitliuk, isso pode mesmo ser do quadro ansioso que começou há 5 meses ou devo procurar outra opinião e fazer exames?

Obrigado e continuem com este site que me ajudou muito neste período e assim que estiver 100% curado virei aqui dar meu depoimento

Resposta:

Evidentemente que você ainda não está completamente bom e 5 meses é muito tempo. Seu tratamento deveria ser reavaliado sim, para todos os sintomas desaparecerem.

 

 

Pergunta:

Tenho 25 anos e tomo Zoloft há 3 anos. Eu tinha sintomas intensos de Ansiedade. O remédio fez com que eu retomasse a capacidade de raciocínio e nível de estudo que eu, anteriormente aos sintomas, possuía. Entretanto, eu tenho sofrido de problemas de memória graves.

Esqueço palavras e nome de objetos básicos e absolutamente usuais.

Estou lendo o livro do professor de Harvard Joseph Glenmullen (Prozac Blacklash) e estou muito preocupado.

São especificamente os Antidepressivos que funcionam com Recaptação de Serotonina que causam esses sintomas?

Quais seriam as possíveis alternativas uma vez que pior do que o problema insuportável de memória é a Ansiedade incapacitante.

Reposta:

Zoloft não costuma provocar falhas de memória, era bom investigar melhor.

E se não houver outra explicação para o problema de memória, lembre-se que existem outra opções medicamentosas (antidepressivos diferentes dos Inibidores de Recaptação de Serotonina) e não medicamentosas (por exemplo, Yoga, Meditação, Tai Chi Chuan, mudança de hábitos, etc.) para tratar Ansiedade.

 

Pergunta:

Boa tarde! Meu Psiquiatra disse que tenho Ansiedade crônica, meus pais também tinham. Tomo Olcadil 1 mg 2 vezes ao dia já faz 4 anos; agora, tenho sentido perda de libido, memória e inchaço na barriga, e uma dorzinha do lado direito. Será que esta na hora de mudar o medicamento?

Este remédio compromete fígado, rim ou baço? Obrigada. Denise

Resposta:

Para casos de Ansiedade crônica, é bom tentar opções não medicamentosas (por exemplo, Yoga meditação, Tai Chi Chuan, mudança de hábitos, etc.). Se a medicação for necessária, é preferível tratar com Antidepressivos.

 

Pergunta:

Tomei Venlift OD e Rivotril 0,5 mg por 3 anos, para tratar TAG e Pânico. Foi retirada a medicação faz um ano. Senti que a Ansiedade voltou tentei retornar com Venlift não consegui (ânsia e vômitos). Só estou tomando Rivotril 0,5. Seria importante associar outro Antidepressivo?

Resposta:

Provavelmente sim. Se você já tomou antes o Venlift (Efexor, Venlaxin, Venlafaxina), não deveria ter sentido esse mal estar.

Pode ter sido uma coisa que se chama piora inicial e que passa depois de alguns dias, pode ser que você tenha tomado de estômago vazio ou num dia de muita Ansiedade. Discuta isso com teu médico.

 

Pergunta:

Olá! Primeiramente gostaria de parabenizá-los por essa iniciativa. Achei fantástico! Descobrir o site, vindo pesquisar o que seria o Antidepressivo Pondera. Tenho 38 anos e minha pergunta é a seguinte: tomo Rivotril há 10 meses, pois sou muito ansiosa e nervosa. Tenho crises de TPM.

Sinto-me bem... Tentei diminuir através do Rivotril de gotas. Ate que consegui ficar uma semana sem ele, mas só que percebi que voltei a ficar irritada com facilidade. Voltei a tomar. Isso quer dizer que estou dependente dele? Ou será psicológico?

Resposta:

Não quer dizer que você ficou dependente, quer dizer que a causa da sua Ansiedade não foi tratada. Esses remédios são sintomáticos, ou seja, eles tratam sintomas e não causas. Precisa eliminar as causas com Psicoterapia ou com Yoga.

Mas se sua ansiedade se manifesta apenas no período pré-menstrual, você deveria fazer tratamento específico para TPM.

 

Pergunta:

Olá Dr. Rubens Pitliuk, costumo ler o site, mas desta vez não estou encontrando resposta para minhas dúvidas. Antidepressivos como o Efexor, por não serem ISRS, seriam uma nova versão dos Tricíclicos só que com menos efeitos colaterais?

O Efexor é considerado um Antidepressivo sedativo útil para Ansiedades? O sr. considera que o uso de Fluoxetina associada ao Efexor tem bom efeito terapêutico para depressões com forte componente ansioso?

 

Resposta:

Ricardo, não dá para dizer que os Antidepressivos Duais sejam Tricíclicos mais modernos, mas eles têm mecanismo de ação semelhante e menos colaterais, o que não quer dizer que sejam mais potentes.

A Venlafaxina é um Antidepressivo também usado para o tratamento do Transtorno de Ansiedade Generalizada. Não vejo sentido na associação com Fluoxetina.

 

Pergunta:

Tomo remédios para Depressão e Ansiedade há muito anos. Porém tive uma recaída sem motivos aparentes. Descobri sem querer que estava tomando remédios com data de vencimento passada.

Será que existe alguma relação? Uma farmacêutica disse que não, porque os remédios tem uma validade maior de 2 ou 3 meses depois da data de vencimento, porém, não se pode divulgar isto. Será que é verdade?

 

Resposta:

Sim, os medicamentos têm uma margem de segurança com relação à data de validade, ou seja, eles não perdem o efeito de um dia para o outro.

Deve existir outra causa para a piora.