Doutor, será que virei DDA?

Tratar DDA em São Paulo

Doutor, não me lembro de nada, será que virei DDA?

Este texto vale para jovens que acham que "pegaram TDAH" e para aqueles que acham que têm começo de Alzheimer aos 30 ou 40 anos...

Ninguém “vira DDA” nem "pega" TDAH ou Déficit de Atenção com ou sem Hiperatividade depois de adulto!

DDA, ou melhor, TDAH ou Déficit de Atenção com ou sem Hiperatividade é uma condição genética que aparece quase sempre na infância.

Em alguns pacientes pode ficar mais evidente na adolescência ou mesmo na idade adulta, quando os desafios aumentam e os mecanismos de compensação não conseguem mais dar conta tão bem das dificualdades.

Mas o que acontece com as pessoas hoje em dia, que acham que começaram a sofrer de TDAH ou Déficit de Atenção com ou sem Hiperatividade depois de adultos?

  • Acordam e já conferem as mensagens do celular.
  • Andam na rua olhando para a tela do smartphone.
  • Almoçam conferindo e-mails.
  • Nos Shopping, não olham vitrines nem as outras pessoas passeando, olham as telinhas.
  • Somos bombardeados o tempo todo com uma quantidade absurda de informações.
  • Não muito tempo atrás, nosso computador tinha no máximo uma window, agora abrimos várias ao mesmo tempo e ficamos pulando de uma para a outra.
  • Então, TV, tablets, smartphones, é o tempo todo procurando informações ativamente o tempo todo.
  • Veja uma atividade de lazer, como um cinema. Quantas pessoas ficam até o começo do filme olhando para o telefone e assim que o filme acaba, a primeira coisa que fazem é voltar a olhar para as telas.
  • E na hora de dormir, mais uma olhadinha nas mensagens de última hora.

 

Nosso cérebro não tem condições de assimilar tanta informação. Ele precisa de certo tempo para elaborar, assimilar e armazenar informações.

Além disso, muitas vezes a criatividade se manifesta mais em momentos de repouso do que no momento da busca ativa da solução de um problema.

Quantas invenções apareceram em sonhos dos inventores? Ou simplesmente num momento de relaxamento e contemplação?

Então, se você aos 30 anos começou a sentir dificuldades de memorização, organização e planejamento, ou você está estressado ou você tem um estilo de vida de ficar o tempo todo conectado em tudo que acontece.

Nosso cérebro não foi programado para isso. Ele precisa de repouso como nossos músculos.

Tomar Ritalina, Concerta ou Venvanse para corrigir isso pode até funcionar por um tempo, mas o efeito não vai durar. Possivelmente você vai exigir ainda mais de você mesmo e o problema vai piorar.

O que fazer? Use seu bom senso, mas também leia a página de Stress.

 

Perguntas e Respostas sobre tratamento de perda de memória em jovens