Suicídio de Adolescentes

Não se pode culpar uma escola. Se um jovem foi estudar numa escola puxada, é porque já era estudioso, cdf, esforçado, compenetrado, etc. A não ser que os pais sejam sádicos, mas aí é caso fora da curva.

Adolescentes tentam suicídio por vários motivos, bullying, cobranças exageradas, etc.

Psicólogos e Sociólogos explicam muito melhor que eu as motivações para suicídio de adolescentes.

Mas o denominador comum em geral é uma Depressão, que geralmente tem um fator genético e alguns fatores desencadeantes:

Exemplos de fatores que desencadeiam suicídio:

Maconha. Qualquer psiquiatra pode fazer uma coletânea de frases ditas por pais de usuários de Maconha:

  • “É natural” (eu: veneno de cobra também é).
  • “Eu escolho maconha de boa qualidade para meu filho” (eu: pior ainda, você está dando maconha com alta concentração de THC).
  • “Ele prometeu parar” (eu: quando você começou a fumar Minister ou Hollywood aos 17 anos também falou que iria parar, mas demorou 40 anos).
  • ” Ele fuma pouco” (eu: primeiro que você acredita que seja pouco, segundo que vai aumentar).
  • Maconha prejudica o desenvolvimento e o rendimento cerebral de jovens e ponto final. O resto é discussão ideológica e não científica.

Como se não bastasse, alguns jovens vão ter Pânico, outros um pouco mais azarados vão ter Depressão e os mais azarados ainda vão ter Psicose. É Roleta Russa, impossível saber quem vai ser o azarado da turma.

E sempre com efeito gatilho (você tira o dedo do gatilho mas a bala já saiu e o estrago está feito).

Mesmo que esses jovens parem a Maconha, vão precisar tratar muito tempo (se for Pânico 1 a 2 anos, se for Depressão certamente mais de 1 ano, se for Psicose até 5 anos).

Outras vezes os pais (mais frequente a mãe) são impotentes para controlar.

Você começa a satisfazer todas as vontades desde criança, depois não tem mais como dizer não.

Adoro a frase da Roseli Sayão: como se diz não? Ela: N A O Til. NÃO!

Outro desencadeante: dormir pouco. Adolescentes precisam dormir 8 horas. Muitos de vocês pensam que eles foram dormir 10 da noite, mas eles ficam até 1-2 da manhã no celular com os amigos.

Aí dormem 5,6 horas por noite, o cérebro não aguenta... Adolescentes mentem com a maior cara de paisagem.

E mais: meninas começam a usar pílula e muitas vezes deprimem. Roacutan idem.

Muito bom, aí começou a Depressão.

Próximo capítulo do que ouvimos dos pais:

  • “Sou contra remédio”.
  • “Quero que ele tome remédios naturais”.
  • “Não quero que meu filho tome Antidepressivo forte” (bom, não existe antidepressivo forte nem fraco, existe eficaz).
  • “Antidepressivo cria dependência” (não cria nem nunca criou, é quimicamente impossível. O que existe é que Antidepressivo precisa parar devagar por dois motivos: se parar rápido dá enjoo e outros sintomas desconfortáveis de abstinência e porque tem que tirar bem devagar para ter certeza que a Depressão não está à espreita para atacar de novo).

Adolescência não é idade típica de Depressão (40-50 anos) e o tratamento também não é típico: em geral precisa de doses muito maiores e muitas vezes combinações de remédios e Estimulação Magnética.

Hoje em dia existem esses Testes de Farmacogenética. Podem ajudar na escolha do remédio, mas muito longe de terem a precisão de um antibiograma.

Geralmente esses Antidepressivos que se usa para ansiedade, TPM, irritação, depressão levinha, só agem em Serotonina enquanto adolescentes geralmente precisam corrigir Serotonina mais Noradrenalina.

Outro erro: insistir meses no mesmo remédio ou na mesma dose. Se não tiver alguma melhora em 15 dias, mau sinal, precisa aumentar a dose ou trocar. Se não estiver bem em 2 meses, hora de trocar.

Ficar “quase bom” ou “mais ou menos bom” não é uma boa ideia, acaba desenvolvendo Efeito Kindling.

Fora esportes de grupo, vida social comunitária (não cada um olhando seu celular), etc.

Cuidado com jovens que se cortam. Um ou outro pode fazer parte de alguma tribo de Cutters, mas a maioria se corta porque a "dor no corpo é melhor que a dor na alma".

Se teu filho começa a usar manga comprida no calor, fique esperta.

Confiar é bom, mas controlar é melhor.

E ter consciência que depois que uma Depressão começou, a Psicoterapia tem que ser de apoio e esclarecimento e não psicanálise. E a psicóloga precisa fazer sessões conjuntas com os pais de vez em quando.

Perguntas e Respostas sobre prevenção de suicídio